A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Técnica

Suspensão traseira: qual é a melhor?

“Any suspension will work if you don't let it.” Não há dúvida de que o componente mais importante de um automóvel é sempre seu motor. É o que fez o automóvel possível, o que o faz se mover e carregar gente, sua básica função e propósito. Um motor dá a personalidade, define o preço, o desempenho e o resto do carro; o motor pode não ser tudo, mas é 100% (©Falcão, 1994). Por causa disso, durante muito tempo na sua história, desenvolver automóvel era desenvolver motor. Claro que se tentou de tudo em todas as frentes, mas o que se desenvolveu primeiro, o que evoluiu de verdade, foi o motor. Basta perceber que já em 1913 existiam carros de competição com cabeçote DOHC e quatro válvulas por cilindro, mesmo que esses mesmos carros tivessem quatro molas semi-elípticas suportando dois eixos rígidos, e amortecedores, quando existiam, eram de fricção e de ação simples, só numa direção. Peugeot L76 1913: Motor D

Matérias relacionadas

Como (e por que) o volante retorna automaticamente ao centro após uma curva?

Leonardo Contesini

Tipos de suspensão: como identificá-los – e os prós e contras de cada um

Leonardo Contesini

Quais as diferenças entre gasolina comum, aditivada, premium e de alta octanagem?

Leonardo Contesini