A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Tecno II: o Santana com motor de Golf GTI e tração integral que nunca tivemos

O Volkswagen Santana foi um dos carros mais longevos vendidos no Brasil. Ele foi lançado em abril de 1984, e era o maior VW oferecido no Brasil até então. Feito para encarar o Ford Del Rey e o premiado Chevrolet Monza, ele tinha visual elegante, mecânica consagrada e uma bela lista de equipamentos – características que o ajudaram a sobreviver no mercado nacional até 2006, com mais de meio milhão de unidades produzidas (ainda que tenha passado por grandes atualizações de projeto). O caso é que, o lançamento do Santana não foi a único grande momento em sua história que aconteceu naquele ano de 1984. Poucos meses depois, o sedã que havia acabado de ser lançado ganhou uma versão especial que, para a Volkswagen, representava uma visão do futuro: o conceito Santana Tecno II. Seu nome revelava as intenções da fabricante: mostrar um carro-conceito de alta tecnologia, aproveitando que o Santana ainda era novidade e que a VW do Brasil mantinha relações bastante estreitas com a matriz

Matérias relacionadas

Quais são as estradas com os maiores limites de velocidade do mundo?

Leonardo Contesini

O Dia dos Pais está chegando — os presentes mais legais para seu velho entusiasta

Dalmo Hernandes

Os conceitos que mais decepcionaram quando se tornaram modelos de produção

Dalmo Hernandes