A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Um funcionário da McLaren salvou a vida do motorista deste 650S – e recebeu uma medalha por isso

Ninguém em sã consciência imagina que um test drive pode ser o último passeio de carro da sua vida. Um corretor da bolsa britânico também não deve ter imaginado que o teste que ele faria em um 650S poderia ter sido seu último passeio de carro, não fosse pelo funcionário da McLaren que o acompanhou.

Lee Christian, de 37 anos e pai de dois filhos, também não imaginou que, no dia daquele test drive, se tornaria um herói e receberia uma medalha de bravura. Como conta o The Telegraph, a história toda aconteceu em agosto de 2014, mas só agora o acontecido veio ao público.

650s

O motorista do carro, que não teve seu nome revelado, perdeu o controle do 650S na rodovia A50, em Cheshire, a alguns quilômetros da concessionária McLaren de Knutsford, no Reino Unido, e bateu em uma árvore.

“Depois de batermos na árvore, a primeira coisa que pensei foi que eu estava bem, mas uando olhei em volta o motorista estava em péssimo estado”, Christian contou à imprensa britânica. “O impacto arrancou a porta do motorista e a parte traseira do carro estava em chamas”.

Ele também conta que tentou escapar pela porta do carona, mas que ela estava presa. Então ele precisou se arrastar por cima do motorista e, logo em seguida, começou a tentar libertá-lo de dentro do carro.

 

Depois de duas tentativas falhas, Christian conseguiu fazê-lo. “O fogo estava muito intenso e estava muito difícil tirá-lo de lá, mas na terceira tentativa eu sabia que era aquela hora ou nunca”, conta. “Eu consegui segurá-lo pela calça e por um dos seus braços, e forcei meus pés contra a carroceria para conseguir puxá-lo para fora”.

mclaren-650s (1)

Foto: cascadenews.co.uk

De fato, era naquela hora ou nunca: levou segundos para que o tanque de combustível explodisse e, nesse caso, ambos poderiam ter morrido. Contudo, Christian conseguiu carregar o cliente por cerca de 30 metros antes que a explosão acontecesse. Ele disse que as chamas eram tão intensas que alguma pessoas ajudaram a usar a porta do carro, que havia se soltado no impacto, como escudo para proteger as vítimas do calor.

Os bombeiros chegaram ao local pouco depois para conter o fogo e chamaram o serviço de socorro, que veio com um helicóptero, e seis paramédicos imobilizaram e estabilizaram o motorista para que ele pudesse ser levado ao hospital.

mclaren-650s

Foto: cascadenews.co.uk

Ele ficou internado por seis semanas, durante as quais foi tratado pelas fraturas nos ombros, cotovelos e tornozelos; está recebendo enxertos de pele e ainda se recupera dos ferimentos.

mclaren-650s (2)

Christian sofreu um corte profundo na cabeça e queimaduras no rosto, mas estava de volta ao trabalho em quatro semanas. Depois de recuperado, ele agradeceu aos bombeiros que o ajudaram naquele dia. “Um deles me contou que foi o único acidente de grandes proporções no qual ele e sua equipe não tiveram que retirar os corpos de dentro do carro”, comentou. “Isto só mostra o quanto tivemos sorte naquele dia”.

Lee Christian também recebeu cartas da esposa do motorista, que diziam que, não fosse por suas ações, seu marido não estaria vivo hoje; e foi condecorado com uma medalha de bravura pelo chefe do departamento de polícia de Cheshire, Simon Byrne.

“Foi um ato altruísta em uma situação extremamente perigosa, que colocava a vida do próprio Lee em risco. Suas ações são extremamente merecedoras desta honra”.

Matérias relacionadas

Próxima geração do Fiesta ST poderá usar motor 1.0 Turbo

Leonardo Contesini

Hyundai Creta custará entre R$ 73.000 e R$ 99.500 – veja dados técnicos, versões e equipamentos

Leonardo Contesini

Morreu o piloto francês Jules Bianchi, aos 25 anos

Leonardo Contesini