A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História Zero a 300

Uno 1.5R, 1.6R e Turbo: a receita da preparação de fábrica

Muitas vezes a gente só lembra daquele cantor ou ator depois de sua morte. Acontece. Mas sabia que o mesmo pode acontecer com os carros? O Fiat Uno sempre foi visto pela maioria como um popular em sua definição mais pura: básico e antiquado, porém barato e competente em sua proposta. O Uno é uma prova de que os italianos sabem fazer carros pequenos. A carroceria projetada por Giorgeto Giugiaro, ao adotar linhas predominantemente retas e uma traseira quase vertical, aproveitava ao máximo o espaço interno para ocupantes e bagagem, ao mesmo tempo em que mantinha as dimensões externas contidas e práticas. Além disso, o baixo peso somado ao baixo deslocamento do motor ajudavam a manter mais baixo o consumo de combustível. No entanto, certos entusiastas enxergam no Uno um automóvel entusiasta. O fato de a versão brasileira ter suspensão independente na traseira (por feixes de molas semi-elípticas, em vez da barra de torção usada no modelo italiano), pesar pouco e ser bem acertado dinamicamen

Matérias relacionadas

Um Civic Si cupê quase novo, um Gol GTS íntegro e original, um BMW Série 5 E60 manual e mais novidades no GT40

Dalmo Hernandes

Este Batmóvel de 1966 é praticamente original – e agora pode ser seu por R$ 1,6 milhão

Dalmo Hernandes

A história da Auto Union parte 2: a inovadora (e esquecida) Wanderer

Dalmo Hernandes