FlatOut!
Image default
Lançamentos

V8 biturbo e 510 cv: este é o novo Mercedes-AMG C63 Coupé


A família Classe C  está completa: a nova geração, lançada no ano passado, foi crescendo aos poucos: primeiro, vieram os novos sedã e perua e, em seguida, suas versões AMG. Há alguns dias, foi revelado o novo cupê. Agora, chegou a vez daquele que todos estavam esperando: o novo Mercedes-AMG C63 Coupe, completo com visual estonteante e um V8 biturbo de até 510 cv e bastante sonoro. Vamos conhecer todos os seus detalhes agora!

Vamos começar pelo motor. Como todo mundo esperava, debaixo do longo capô (que, como já mencionamos, é 60 mm mais longo que na geração passada) está o V8 biturbo M177. Ele é praticamente idêntico ao motor M178 do Mercedes-AMG GT (leia mais sobre ele aqui), com uma diferença: o M178 tem sistema de lubrificação por cárter seco, enquanto o M177 tem cárter úmido. Os números de potência e torque também mudam sutilmente de um para o outro.

mercedes-amg_c_63_s_coupe (8)

São dois níveis de potência: no C63 “comum”, são 475 cv e 66,2 mkgf de torque (no AMG GT essa versão tem 462 cv e 61 mkgf). No modelo mais potente, o C63 S, são 510 cv e 71,3 mkgf — a potência é a mesma do AMG GT S, mas o torque é 5,2 mkgf maior. Em ambos os casos, a transmissão é a MCT AMG Speedshift, a versão AMG do câmbio automático de sete marchas da Mercedes (7G-tronic) que usa um conjunto de embreagens úmidas no lugar do conversor de torque para tornar as trocas mais rápidas.

De acordo com a Mercedes-Benz, o modelo básico vai até os 100 km/h em 3,9 segundos, enquanto o C63 S leva 3,8 segundos. A velocidade máxima também é diferente para as duas versões: 250 km/h e 290 km/h, respectivamente (ambas limitadas eletronicamente).

Se você curte o ronco do V8, vai gostar da novidade que a Mercedes implantou: o sistema de escape com uma válvula controlada eletronicamente, que trabalha em conjunto com os modos de condução selecionáveis. Ao escolher o modo “Race”, a válvula se abre e o som do escape fica mais alto e encorpado. Há, ainda, o pacote opcional Performance Exhaust, que permite escolher a abertura da válvula ao toque de um botão.

mercedes-amg_c_63_s_coupe (3) mercedes-amg_c_63_s_coupe_14 mercedes-amg_c_63_s_coupe_17 mercedes-amg_c_63_s_coupe (2)

Visualmente, o carro pega a beleza do Classe C Coupé e adiciona uma boa dose de agressividade, graças aos para-lamas mais largos (64 mm na dianteira, e 66 mm na traseira) e ao conjunto frontal que inclui uma nova grade e para-choque dianteiro exclusivo. O spoiler é funcional: a Mercedes diz que ele foi especialmente projetado para otimizar o fluxo de ar para o intercooler, radiador de óleo, admissão e, ainda, reduzir o lift aerodinâmico da dianteira.

O difusor traseiro também é exclusivo, e traz duas saídas de escape de cada lado. O visual é completado pelas duas saídas de ar no para-choque traseiro — que escoa o fluxo de ar de dentro das caixas de roda — e um discreto lip de fibra de carbono na tampa do porta-malas.

mercedes-amg_c_63_s_coupe (9)

A Mercedes-Benz garante que as únicas peças da carroceria que o C63 AMG compartilha com o Coupé normal são as portas (que tiveram os retrovisores deslocados um pouco para trás), teto e tampa do porta-malas — todo o resto é exclusivo, incluindo capô e para-lamas. As rodas são de 19 polegadas no C63 S, e calçam pneus 255 na dianteira e 285 na traseira (o anterior usava 235 e 255, respectivamente).

Além disso, a estrutura foi reforçada em pontos específicos (a Mercedes-AMG não deu detalhes) para lidar melhor com a potência extra. O capô é de alumínio para ajudar a distribuição de peso — que chegou aos 1.725 kg, 70 kg mais pesado que seu antecessor.

mercedes-amg_c_63_s_coupe (7) mercedes-amg_c_63_s_coupe (6)

A suspensão também recebeu modificações específicas para o Coupé, com bitolas 25 mm mais largas que no sedã e na perua e cubos de roda específicos no Coupé. Os amortecedores têm carga variável, ajustada eletromagneticamente de acordo com o modo de condução selecionados. Os modos também alteram os coxins de motor ativos, peso e progressividade da direção e velocidade/momento das trocas de marcha. A Mercedes diz que o carro ficou mais rígido e a direção, ainda mais precisa.

mercedes-amg_c_63_s_coupe (4)

O Mercedes-AMG Coupé será lançado oficialmente durante o Salão de Frankfurt, na Alemanha, em setembro. Ainda não foram divulgados valores, mas as entregas começarão apenas no segundo semestre de 2016 — por isso o ano-modelo 2017. Quem mais está ansioso para descobrir como ele anda?

 

 

 

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como