A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Avaliações Zero a 300

V8, biturbo, mais de 600 cv e tração nas quatro rodas: como anda o novo BMW M5?

Talvez as fabricantes sejam como pessoas e precisem afirmar sempre sua individualidade. É por isto que a tendência entre muitas marcas hoje em dia é criar uma identidade visual característica e espalhá-la por toda a sua gama. A BMW, tradicionalmente, é uma que seguem com mais rigor esta linha .Por esta razão, há quem diga que o novo Série 5, apresentado em outubro de 2016, é um mini Série 7. Mas isto é só um detalhe implicante. Os BMW que realmente importam aos entusiastas podem mesmo ser meio parecidos, mas em compensação a semelhança se estende ao comportamento dinâmico: excelente em todos. O BMW M2 é uma pequena maravilha, considerado por parte da imprensa como superior ao BMW M4 (e, por extensão, ao sedã M3). E o BMW Série 5 sempre foi referência entre os super sedãs alemães. O M5 nasceu para cruzar as autobahnen alemãs e virar tempos no circuito com a mesma desenvoltura. E isto era parte da razão para que ele sempre tivesse tração traseira... até agora. A geraçã

Matérias relacionadas

Quando os carros de rua ganham pinturas de corrida – parte 2

Dalmo Hernandes

Aceleramos o Land Rover Discovery Sport: quando menos pode ser mais

Juliano Barata

GM identificou novos Onix com risco de incêndio, Porsche 718 elétrico poderá ter 400 cv, Troller lança TX4 com câmbio automático e mais!