A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Vettel fora da Ferrari, rodízio de SP reduz trânsito e traz mais passageiros, FCA retoma atividade no Brasil e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Super rodízio de SP: menos carros, mais passageiros no transporte público e ações na justica

O primeiro dia do super rodízio de São Paulo teve os resultados esperados por todos: menos carros nas ruas e mais passageiros no transporte público. A restrição impediu a circulação dos carros com placas de final par nesta segunda, e reduziu o volume de veículos em relação à segunda-feira da semana anterior(4).

Segundo a prefeitura, houve 4 quilômetros de lentidão, causados por um protesto de caminhoneiros contrários ao rodízio, enquanto na segunda-feira anterior (4) a lentidão foi de 24 quilômetros. Contudo, estes 24 quilômetros de lentidão foram, em grande parte, ocasionados pelos bloqueios parciais instalados pela Companhia de Engenharia de Tráfego para coibir a quebra do isolamento da quarentena.

Os trabalhadores de atividades essenciais listadas pela prefeitura que não foram excluídos do rodízio, contudo, acabaram recorrendo ao transporte público, que teve um aumento de entre 10 e 15% no fluxo de passageiros, o que é preocupante por se tratar de aglomerações de pessoas. Segundo matéria do jornal Folha de S. Paulo, por volta das 10:10 a estação Capão Redondo do Metrô tinha cerca de 150 pessoas na plataforma. Ainda segundo a matéria do jornal, passageiros queixaram-se de ônibus que não pararam no ponto por estarem lotados.

O evidente risco de contágio ao qual os trabalhadores estão submetidos no transporte público motivou ao menos duas ações contra o super rodízio, uma movida pela Associação Comercial de São Paulo e outra pelo vereador Fernando Holiday.

A prefeitura contudo, julga o rodizio bem-sucedido tanto pela redução quanto no aspecto do transporte público pois houve um aumento de 300.000 viagens ao longo do dia. Segundo o secretário de transportes, não há a possibilidade de se revogar o super rodízio. (Leo Contesini)

 

Vettel irá deixar a Ferrari no fim deste ano

A trajetória de Sebastian Vettel na Ferrari irá terminar junto de 2020. A escuderia anunciou nas primeiras horas desta terça-feira (12) que seu contrato com o piloto alemão, firmado em 2017, irá encerrar no final deste ano e que não será renovado, apesar da oferta de extensão por um ano.

Em um comunicado divulgado por Vettel, o piloto diz que “para obter os melhores resultados neste esporte, é vital que as partes trabalhem em perfeita harmonia”, que ele e a equipe perceberam que “não há mais o desejo mútuo de permanecer juntos após o fim desta temporada” e que “razões financeiras não foram a motivação desta decisão conjunta”.

Ainda não se sabe se Vettel já tem negociações com outra equipe e o site Motorsport.com cita uma “ruptura na negociação do novo contrato” como motivador da decisão de Vettel. Segundo a BBC, o desacordo foi motivado pelo salário mais baixo oferecido pela Ferrari para esta renovação, enquanto a equipe se mostra mais comprometida com o monegasco Charles Leclerc, que assinou um contrato até 2024 que o coloca como piloto número 1 da equipe. Com razão: Leclerc é uma das grandes promessas da F1 e superou Vettel em 2019 tanto no número de vitórias, de pole positivos, de pontos e do ritmo médio de classificação. (Leo Contesini)

 

 

FCA retoma atividades de fábricas no Brasil

A Fiat Chrysler Automobiles retomou a produção de motores e veículos no Brasil. A fábrica de motores em Campo Largo (PR), que tem 600 funcionários voltou a funcionar no último dia 4 de maio. Já as fábricas de veículos em Betim (MG) e Goiana (PE), com 4,3 mil e 1,5 mil empregados, respectivamente, reiniciaram suas atividades na última segunda-feira (11).

A empresa garante que todas as três fábricas modificaram seu modo de trabalho, adotando várias medidas de prevenção e higienização, além de reorganização das jornadas de trabalho para evitar a transmissão da Covid-19. Novos protocolos foram adotados para os funcionários para acompanhar todos os passos de sua jornada de trabalho – do momento em que eles se preparam para ir trabalhar até a volta para casa, no fim do expediente. A FCA diz que implementou as novas medidas seguindo o modelo das fábricas na Itália e na Ásia.

Apenas os funcionários da área de produção estão indo trabalhar nas fábricas – os empregados de áreas administrativas seguem atuando em regime de home office. (Dalmo Hernandes)

 

VW Golf TCR Mk8 é flagrado em testes

A Volkswagen está testando o novo Golf TCR, versão esportiva intermediária entre o GTI e o Golf R. Com o mesmo sobrenome da versão de despedida do GTI Mk7, o novo Golf TCR será baseado no novo GTI e trará mudanças discretas no visual, como mostram as fotos publicadas pelo Carscoops.

O carro aparece sem camuflagem, revelando um novo para-choque dianteiro com entrada de ar maior, um spoiler mais avantajado na tampa traseira, e um difusor redesenhado no para-choque traseiro.

A diferença que importa mesmo está debaixo do capô – o motor 2.0 TSI será retrabalhado para entregar mais potência. Fala-se em ao menos 300 cv, ficando 10 cv acima do TCR Mk7. É quase tanta força quanto os 333 cv do Golf R, porém com o mesmo sistema de tração dianteira do GTI comum (que, vale lembrar, vai entregar por volta de 245 cv).

Curiosamente, o Golf R deve chegar antes – fala-se em um lançamento durante o terceiro trimestre, ou seja, entre julho e setembro. Já o Golf TCR deve ser mostrado mais para o fim do ano. (Dalmo Hernandes)

 

Lotus junta-se a empresa de energia para “repensar propriedade de carros elétricos”

A Lotus anunciou uma parceria com a Centrica, empresa britânica de distribuição de petróleo e energia, para “repensar o modelo de propriedade dos carros elétricos”. As duas companhias dizem que a ideia é integrar a mobilidade do futuro com a geração de energia.

Embora os planos não tenham sido revelados totalmente, uma das medidas deverá ser a implementação de uma infraestrutura de recarga exclusiva para os Lotus, mais ou menos como a Tesla faz com seu sistema Supercharger. A Lotus também considera a possibilidade de criar uma rede de carregadores que possa ser usada por veículos elétricos de todas as fabricantes.

Além disso, a Lotus quer transformar o carro elétrico em uma extensão da casa do proprietário – permitindo, por exemplo, que ele atue como gerador de energia doméstica. A tradicional fabricante britânica diz que seus carros continuarão sendo feitos pensando, acima de tudo, na experiência ao volante, e que a diferença estará na forma como estes carros irão usufruir de uma nova infraestrutura. (Dalmo Hernandes)

 

Honda CB4X: conceito deve dar origem a nova aventureira

A Honda apresentou no Salão de Milão de 2019 o conceito CB4X, que previa uma moto crossover (ou seja, com elementos de esportiva e trail) com motor de quatro cilindros. Com design criado pela equipe da Honda na Itália, o visual da moto era bem resolvido demais para ficar apenas no conceito mas, pelo visto, ela vai mesmo parar nas ruas – a fabricante registrou o modelo na Europa em uma versão ligeiramente diferente que tem tudo para ser o modelo de produção.

As diferenças são mínimas – um novo conjunto óptico menos futurista, um banco aparentemente mais confortável e uma rabeta mais parruda, com suporte para placa. Demais elementos, como painel digital colorido, suspensão com garfo dianteiro invertido e monobraço oscilante na traseira, deverão ser mantidos.

De acordo com rumores na imprensa europeia, a Honda CB4X poderá ter duas versões – uma com motor de 650cc e outra com motor de 1.000cc – usando os mesmos propulsores das esportivas CB650 e CB1000 Neo Sports Cafe. Embora a Honda não confirme e nem desminta a história, é bem possível que a moto seja revelada em breve, aproveitando que o segmento das crossover está em alta. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

GM suspende entregas do Onix Plus, Audi Q8 quebra recorde em Nürburgring, Clubman JCW ALL4 no Brasil e mais!

Project Cars #506: a conversão do meu Mercedes-Benz C280 em um C36 AMG

Leonardo Contesini

Peugeot 3008 lançado no Brasil, Roush lança Mustang P-51 de 737 cv com inspiração aeronáutica, Tesla e motorista falharam em acidente fatal com carro semi-autônomo

Leonardo Contesini