A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos

VW Hormiga: o outro aircooled de tração dianteira da Volks

O primeiro Volkswagen Gol foi meio que uma aberração na história global da Volks – um hatchback com motor boxer com arrefecimento por ar e tração dianteira, desenvolvido no Brasil. É bem verdade que o motor arrefecido a ar quase matou o Gol bem cedo, e que o carro só fez sucesso de verdade depois que o emblemático EA827 foi adotado. Décadas depois, porém, os exemplares com motor boxer são bastante cobiçados por entusiastas, tanto pelo valor histórico quanto pela natureza mais exótica do Gol “chaleira”.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

 

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

É comum que se pense que o Gol com motor a ar foi o único Volkswagen a utilizar o boxer aircooled na dianteira. Mas não é o caso – este título fica com um carro não muito mais antigo. Na verdade ele não era bem um carro, mas sim um furgão/picape extremamente rudimentar vendido em mercados seletos. Seu nome? VW EA489 Basistransporter. Mas pode chamar de VW Hormiga, como ele era conhecido no México (tente dizer “Hormiga” em voz alta e não ficar repetindo o dia todo).

O VW EA489 Basistransporter foi desenvolvido na Alemanha no início da década de 1970, e produzido a partir de 1976 na fábrica da Volks em Hannover. Ele foi criado para ser um veículo utilitário o mais básico possível – a ponto de utilizar chapas planas de aço corrugado na carroceria. Não havia preocupação alguma com a estética, e sim com o custo de fabricação. O emblema da Volks era a única “decoração” externa, que no mais era 100% voltada à funcionalidade e ao baixo custo – até os vidros eram todos planos.

Os primeiros protótipos tinham design diferente, com um capô ligeiramente destacado e para-brisa em uma única peça. Na versão de produção, a VW adotou formas ainda mais simples, eliminando o volume do capô e empregando o para-brisa bipartido.

Por dentro, havia sequer um painel de instrumentos de verdade – apenas um console na frente do motorista, com velocímetro e hodômetro, e o comando do farol. A cabine tinha espaço para três pessoas.

Pela mesma razão, o chassi era extremamente simples – do tipo escada, com longarinas e o motor boxer na dianteira para possibilitar um assoalho mais baixo e totalmente plano na área de carga. A suspensão era por barras de torção com braços triangulares na dianteira, e um eixo rígido atrás, com feixes de molas semi-elípticas.

O motor era o boxer 1600 da Volks, com exatos 1.584 cm³ e 45 cv, ligado ao conhecido câmbio manual de quatro marchas da VW. Com entre-eixos de 2,39 m, ele pesava 1.290 kg em ordem de marcha e tinha capacidade de carga de 1.000 kg – e velocidade máxima de apenas 85 km/h. A Volkswagen previa o uso como picape ou caminhão baú pequeno, mas também podia-se usá-lo como caminhão pau de arara (com assentos adaptados na caçamba). 

O Basistransporter era produzido em kits CKD e enviado para países do leste da Ásia, como Filipinas (onde foi vendido como VW Trakbayan) e Indonésia (onde era chamado VW Mitra), mas ele também foi comercializado na Turquia, onde era vendido simplesmente como EA489. Na Indonésia, o Mitra até chegou a receber um facelift, ganhando uma cabine inspirada pela Kombi, porém com uma grade na dianteira para ventilar melhor o motor. Diferentes versões de carroceria, incluindo um furgão de passageiros e uma ambulância, foram oferecidas no mercado indonésio.

A versão mexicana foi fabricada entre 1977 e 1979, com um motor mais potente, de 50 cv, e o nome VW Hormiga – nome escolhido por ser apropriado a um veículo de trabalho. E foi lá que ele fez mais sucesso: enquanto a planta alemã fez 2.600 exemplares do Basistransporte, em Puebla, no México, foram produzidas cerca de 3.600 unidades do Hormiga.

Considerando sua simplicidade extrema e a ampla disponibilidade de peças (afinal, o Fusca foi produzido até 2003 no México), é provável que a maior parte deles ainda esteja prestando seus serviços aos mexicanos. E não apenas para carga – no México, a conversão do Hormiga para motorhome foi razoavelmente popular.

 

Matérias relacionadas

Jim Clark e o Lotus Cortina: a invenção do sedã esportivo e a origem de um dos motores mais importantes da história

Leonardo Contesini

Type 508: este Fusca foi o primeiro Volkswagen com motor a diesel da história

Dalmo Hernandes

Presentes que as crianças não ganham mais: o autorama

Dalmo Hernandes