FlatOut!
Image default
Car Culture

VW T-Cross Sense é a nova versão de entrada do SUV, BMW X6 M Competition é lançado no Brasil por mais de R$ 1 milhão, jipe brasileiro Stark pode ser vendido na África e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Volkswagen T-Cross Sense retorna como nova versão de entrada do SUV

Há poucos dias foi anunciado um novo teto para veículos com isenção de impostos, voltados ao público PCD – o valor máximo passou de R$ 70.000 para R$ 140.000. Com isso, as versões especiais já começaram a voltar ao portfólio das fabricantes.

É o caso do Volkswagen T-Cross Sense, variante de entrada do SUV compacto. Só que agora, em vez de ser oferecido apenas a clientes PCD por venda direta, ele está disponível em todas as concessionárias da marca por R$ 92.990 – tornando-se, na prática, a nova versão de entrada. Até o momento, esta posição ficava com o T-Cross 200 TSI, que custa R$ 104.190.

O motor do T-Cross Sense é o mesmo da versão 200 TSI – o 1.0 turbo três-cilindros de 128 cv (etanol) ou 116 cv (gasolina), ligado a uma caixa automática de seis marchas. Ele vem de série com ar-condicionado, direção com assistência elétrica, travas elétricas, vidros elétricos nas quatro portas, faróis auxiliares direcionais, luzes diurnas e lanternas traseiras de LED, alarme e comandos do sistema de som no volante – ainda que não fique claro se a versão vem equipada com central multimídia ou rádio, seja de série ou opcional. As rodas são de aço estampado com calotas.

Central multimídia aparece nas imagens de divulgação, mas não foi confirmada verbalmente

Além dos itens de conforto e conveniência, o T-Cross Sense vem com seis airbags, controles eletrônicos de tração e estabilidade, freios a disco nas quatro rodas, assistente de frenagem de emergência, hill-holder e diferencial com autoblocante eletrônico.

BMW X6M Competition é lançado no Brasil por R$ 1.018.950

A BMW apresentou nesta semana mais uma opção de sete dígitos: o X6M Competition, que chega ao Brasil por R$ 1.018.950.

Vindo ocupar o topo da gama, o X6M Competition é equipado com o mesmo V8 biturbo de 4,4 litros do X6M “normal”, porém com 25 cv a mais – 625 cv no total, acompanhados de 76,4 kgfm de torque entre 1.800 rpm e 5.860 rpm. Com câmbio automático de oito marchas e tração integral xDrive, o SUV-cupê vai de zero a 100 km/h em apenas 3,7 segundos, com máxima de 290 km/h.

Em comparação, o X6M não-Competition, que custa R$ 921.950, tem 600 cv e vai de zero a 100 km/h em 3,8 segundos – apenas 0,1s a mais. Por outro lado, ele não tem os modos de direção personalizáveis M1 e M2, que podem trazer ajustes de aceleração, suspensão, direção e outros aspectos ao gosto do motorista.

Além dos itens já presentes na versão M comum, como ar-condicionado automático digital de quatro zonas, iluminação ambiente, HUD, faróis a laser e o BMW Cockpit com duas telas de 12,3 polegadas, o M Competition vem com sistema de som Bowers & Wilkins de 20 alto-falantes no lugar do Harman Kardon da versão “mais barata”.

O BMW X6M Competition já pode ser encomendado, e está disponível nas cores Branco Alpino, Carbon Black, Preto Safira, Branco Mineral, Marina Bay Blue, Cinza Donington, Manhattan e Toronto Red.

Jipe nacional Stark pode ser vendido na África

Enquanto a indústria brasileira não apresenta sinais concretos de melhora, algumas iniciativas interessantes acontecem. Como o jipe Stark – antes chamado TAC Stark –, produzido em Sobral (CE), cuja atual representante, a Favela Holding, pretende exportar para a África.

O grupo do empresário Celso Athayde anunciou uma parceria com a CAB Motors, atual fabricante do Stark, para levar o jipe para os 54 países do continente africano, começando por Camarões, Etiópia e República da Guiné.

O jipe, apresentado pela primeira vez no Salão do Automóvel de 2006, é considerado o único rival direto do Troller T4. Produzido desde 2009, ele mudou muito pouco desde então – é praticamente o mesmo, com motor turbodiesel de 2,3 litros, 127 cv e 30,6 kgfm de torque, ligado a um câmbio manual de cinco marchas. Naturalmente, ele conta com tração integral e reduzida.

Fabricado sob encomenda, ele custa R$ 120.000. Em 2019, a CAB Motors anunciou planos de abrir uma fábrica no Distrito Federal, mas apenas a construção do prédio teve início – a produção estava marcada para começar neste ano, porém os planos foram minguados pela pandemia.

 

Chevrolet confirma investimentos em São José dos Campos para a nova geração da picape S10

Lançada em 2012, a segunda e atual geração da Chevrolet S10 está prestes a completar dez anos – ou seja, para muitos, já está na hora de uma reformulação completa da picape.

Pois a Chevrolet confirmou na última sexta-feira (11) que fará um novo investim ento na fábrica de São José dos Campos (SP) para produzir a nova geração da S10. A confirmação é nada mais que o cumprimento de um acordo firmado em 2019 com os funcionários do complexo.

O aporte, cujo valor ainda não foi divulgado, deve ser concluído em 2023. Além de viabilizar a produção da nova S10 (cujo desenvolvimento já deve ter começado a essa altura), o investimento também será usado na preparação da fábrica para a chegada da nova picape intermediária da Chevrolet – a substituta da Montana, que será uma rival para a Fiat Toro e, supostamente, para a Ford Maverick.

 

Royal Enfield Meteor 350 chega ao Brasil no mês que vem

A indiana Royal Enfield prepara a chegada de seu novo modelo ao Brasil: a Meteor 350, que vem para ocupar o posto de entrada da marca em substituição à Classic 500, que ainda é oferecida por aqui mas deixou de ser fabricada na Índia em 2020.

Já faz bastante tempo que ouvem-se rumores sobre a Meteor 350 no Brasil, mas parece que agora é para valer: procurada pelos colegas do Motor1, a Royal Enfield do Brasil confirmou que a motocicleta será lançada no dia 6 de julho.

A Royal Enfield Meteor 350 foi lançada na Índia em 2020, trazendo um novo chassi e visual com apelo clássico, que lembra as custom de baixa cilindrada que um dia foram bastante populares no Brasil. O motor é um monocilíndrico com injeção eletrônica, comando no cabeçote acionado por corrente, 20,2 cv a 6.100 rpm e 2,7 kgfm de torque a 4.000 rpm. O câmbio é de cinco marchas, e o tanque de combustível tem 15 litros de capacidade. A suspensão dianteira traz garfo telescópico com 130 mm de curso, enquanto a suspensão traseira por duplo amortecedor possui seis ajustes de pré-carga. As rodas são de liga leve, com 19 polegadas na dianteira e 17 polegadas na traseira, calçando pneus sem câmara 100/90 e 140/70, respectivamente. Os freios são a disco nas duas rodas, com disco de 300 mm na dianteira e 270 mm na traseira, ambos com pinça flutuante.

Um detalhe interessante é o quadro de instrumentos, que traz um mostrador principal misto com velocímetro digital e conta-giros analógico; e uma segunda tela, logo ao lado, com o sistema de navegação Tripper – uma espécie de navegador GPS simplificado, que mostra o percurso curva a curva, e funciona com o pareamento via Bluetooth com o aplicativo de celular da Royal Enfield, usando dados do Google Maps.

Preços e versões devem ser anunciados nas próximas semanas, até o fim de junho. Atualmente, a moto mais acessível da Royal Enfield no Brasil é a trail Himalayan, com motor de 411 cm³, que parte de R$ 19.390 (frete não incluso).

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora