A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

356 “Gmünd”: os primeiros Porsche produzidos em série não eram alemães

Em 1948, as primeiras unidades do Porsche 356 saíram da fábrica em uma série de 50 unidades. Mas, diferentemente de todos os outros Porsche que vieram depois, estes carros eram austríacos, e não alemães. Durante a Segunda Guerra Mundial, o risco de bombardeamento da cidade de Stuttgart fez com que Ferdinand Porsche transferisse seu departamento de design para a Áustria. Enquanto isso, seu filho Ferry Porsche permaneceu na Alemanha com a equipe de engenharia. Com o fim do conflito, em 1945, Ferdinand foi chamado à França para dar continuidade aos trabalhos no Volkswagen, como parte das  reparações de guerra. Contudo, em poucos meses ele acabou divergindo do governo, que, pressionado pelos fabricantes locais, acabou o prendendo como criminoso de guerra em dezembro daquele ano. Ferdinand ficou preso em Dijon por 20 meses sem direito a julgamento. Quando finalmente foi solto, ele tentou voltar à Alemanha, mas foi impedido pelas forças de ocupação. Assim, decidiu levar o restante de sua empresa

Matérias relacionadas

Como uma disputa entre funcionários e a esposa de Enzo quase matou a Ferrari

Leonardo Contesini

Zastava Koral, mas pode chamar de Yugo: a história do carro mais famoso da antiga Iugoslávia | Lasanhas sem Fronteiras

Dalmo Hernandes

Racing Stripes: a origem das faixas de corrida dos carros americanos

Leonardo Contesini