A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

A embreagem “by wire” da Kia, o Lamborghini SCV12 em ação, Salão de Genebra em risco e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Kia apresenta sistema de embreagem by wire

A Kia apresentou nesta última semana seu sistema de embreagem “by wire”, que dispensa atuadores físicos no acionamento da embreagem, em um sistema semelhante ao já utilizado pelas borboletas eletrônicas de acelerador e também já proposto para freios e direção.

Nesse tipo de sistema, não há conexão física entre os comandos manuais operados pelo motorista e atuação dos componentes do carro. No caso da borboleta eletrônica, por exemplo, o pedal de acelerador tem um leitor de posição que envia um sinal eletrônico ao atuador da borboleta, que reage de acordo com a posição indicada pelo sinal enviado.

 

Com a embreagem o sistema tem a posição do pedal de embreagem convertido em um sinal eletrônico, enviado ao atuador eletro-hidráulico para fazer o acoplamento/desacoplamento da embreagem. Soa parecido com os câmbios automatizados, mas a diferença aqui é que o comando ainda é feito pelo motorista e, dependendo da programação da ECU da embreagem, é possível controlar precisamente o acoplamento — mais rápido ou mais lento, ou até deixando o disco deslizar (“patinar”) para controlar o torque.

Segundo a Kia, o sistema foi uma forma de fornecer a função de roda livre aos carros equipados com o câmbio manual. Essa função já é comum nos modelos automáticos europeus e visa reduzir o volume de CO2/km para atender a cada vez mais exigente legislação europeia. Com isso, ao detectar que não há carga do acelerador (função cut-off), o sistema desacopla a embreagem para reduzir a carga da transmissão sobre o volante do motor, reduzindo o consumo de combustível e o volume de CO2.

O sistema será adotado somente nos modelos equipados com powertrain híbrido leve (mild hybrid), com motor elétrico de 48 volts atuando como gerador, e deverá ser oferecido a partir de 2021 na Europa. (Leo Contesini)

 

Lamborghini divulga onboard do novo SCV12 em Imola

Depois de mostrar algumas fotos de seu novo supercarro, o SCV12, com camuflagem, a Lamborghini agora nos dá algo mais empolgante – o primeiro onboard do carro na pista. Como é bom ouvir um V12 puro berrando!

Você vê que o negócio é sério quando o volante é retangular e traz o quadro de instrumentos no lugar da almofada – fica claro que este negócio é um track monster de verdade, feito apenas para circuitos fechados. O vídeo foi feito do ponto de vista do piloto de testes, Emanuelle Pirro, e o resultado é um ponto de vista privilegiado do circuito de Imola, onde o SCV12 foi testado.

Junto do motor V12 naturalmente aspirado de “mais de 830 cv” de acordo com a Lamborghini, também se pode escutar o zumbido do câmbio de dentes retos – cuja carcaça também serve de suporte para os braços da suspensão pushrod traseira. Como já dissemos, a Lamborghini credita parte da potência astronômica de seu V12 ao sistema de indução ram air, que aumenta o fluxo de ar fresco para a admissão graças a um scoop no teto.

O carro, que será construído pela Squadra Corse (a divisão de pista da Lamborghini) deverá ser apresentado por completo (isto é, sem camuflagem e com todos os dados técnicos) até setembro de 2020. (Dalmo Hernandes)

 

Audi Q5 é reestilizado para a linha 2021

A Audi revelou hoje (29) a linha 2021 do SUV Q5, o modelo ntermediário entre o Q3 e a dupla Q7/Q8. E o facelift que ele ganhou foi mesmo inspirado pelos irmãos maiores novos faróis, mais “bravos”; e uma grade maior o deixaram com uma cara mais agressiva e alinhada com a identidade visual da Audi.

Tanto faróis e lanternas têm novas assinaturas de LED, e os novos para-choques aumentam o comprimento geral do Q5 em cerca de dois centímetros. Já o lado de dentro mudou bem pouco esteticamente, mas agora tem uma nova central multimídia com tela de 10,1 polegadas. O novo sistema MIB3 (ótimo filme, aliás), de acordo com a Audi, é mais interativo e suporta uma maior quantidade de comandos de voz para diversos sistemas do carro.

Por ora, apenas a versão com motor 2.0 turbo foi mostrada – com 13 cv a mais que antes, agora entrega 265 cv. O motor 2.0 também estará na versão híbrida plug prevista para 2021. O conjunto com o motor elétrico deverá entregar 370 cv. Com ele, o Q5 híbrido será capaz de rodar até 40 km usando apenas as baterias. Mais adiante, a Audi deve dar informações também sobre a versão com motor V6.

Fabricado no México, o Audi Q5 2021 deve começar a ser vendido no quarto trimestre na Europa e nos Estados Unidos. Julgando pelo padrão que seguem as fabricantes alemãs, é bem possível que o SUV chegue ao Brasil no primeiro semestre de 2021. (Dalmo Hernandes)

 

Chevrolet Onix Plus Midnight deve ser lançado em 2021

O Chevrolet Onix Plus deve ganhar uma versão Midnight para a linha 2021, de acordo com os colegas do site Autos Segredos. O sedã compacto receberá o mesmo tratamento estético que as outras versões Midnight já lançadas pela Chevrolet no Brasil – Equinox, S10 e Tracker. Ou seja: pintura em Preto Ouro Negro, máscaras negras nos faróis e emblemas Chevrolet pretos na grade e na tampa do porta-malas.

Além do visual mais dark, o Onix Plus Midnight terá também como atrativo a fartura de equipamentos – ele será baseado na versão de topo Premier, que já vem de série com câmeras de ré, carregador de celular por indução, chave com sensor de aproximação para abertura das portas e partida por botão, DRLs de LED na dianteira, lanternas traseiras de LED, faróis com projetores e rodas de 16 polegadas.

Isto no mínimo – é bem possível que a Chevrolet dê ao Onix Plus Midnight alguns equipamentos extras de série, como ar-condicionado digital e bancos de couro – a fabricante geralmente faz isto com suas séries especiais.

O Onix Plus Premier é equipado com um motor 1.0 turbo de três cilindros com 116 cv, mais câmbio automático de seis marchas. Embora ainda não existam informações oficiais, é improvável que a Chevrolet altere alguma coisa no conjunto mecânico na linha 2021, dado o lançamento recente do Onix Plus. (Dalmo Hernandes)

 

O futuro incerto do Salão de Genebra

Já faz algum tempo que os Salões do Automóvel têm seu futuro questionado devido ao desinteresse geral por este tipo de evento, mas com a crise da pandemia do coronavírus alguns deles estão em sério risco. O evento brasileiro, por exemplo, já enfrentava dificuldades antes da pandemia e acabou adiado para 2021, mas não apostaríamos alto em sua realização com os efeitos que a paralisação quase total da economia podem trazer.

O mesmo vale para o Salão de Genebra, cujos organizadores esperaram até o último minuto para anunciar o cancelamento, apesar de ele ser evidente e inevitável. Agora, os representantes da Palexpo SA, responsável pelo evento, anunciou que a empresa está sem caixa e que, se não houver uma solução até setembro, há o risco de liquidação da empresa — o que inclui a venda da marca e das ações. Embora esta possibilidade não signifique imediatamente o fim do Salão de Genebra — afinal, alguém poderia comprar a marca e organizá-lo sob um novo comando — é preciso primeiro encontrar alguém interessado em investir em um formato anacrônico como os Salões do Automóvel.

Como já disse aqui anteriormente, o formato de exposição dos Salões foi criado no fim do século 19, quando os carros eram uma grande novidade tecnológica. Mais de 100 anos já se passaram desde então, e pouco mudou no formato dos Salões: os carros ainda ficam parados, com envolvimento limitado entre o público e as tecnologias — que também não são muito inovadoras. Considerando os cancelamentos e o esvaziamento destes eventos nos últimos anos, parece que a era dos Salões está realmente chegando ao fim. (Leo Contesini)

Matérias relacionadas

Novo BMW X1 é lançado no Brasil, Jaguar de volta às pistas, Mercedes SLK AMG perde motor V8 e mais!

Leonardo Contesini

Como foi assistir ao Goodwood Revival ao vivo na Inglaterra

Leonardo Contesini

Barrichello é campeão da Stock Car, Hamilton e Rosberg criam edição especial do Mercedes SL63 AMG, motorhome da Ferrari à venda e mais!

Leonardo Contesini