A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Automobilismo História

A história da Renault na Fórmula 1 – Parte 2: Lotus, Nigel Mansell, Ayrton Senna e mais vitórias

Depois que a Ferrari mostrou a força dos motores turbo com seu título mundial (leia a primeira parte da história aqui), praticamente todas as equipes da Fórmula 1 trocaram seus motores aspirados por novos turbinados. Como a Renault vinha desenvolvendo seu Renault Gordini EF1 desde 1977, nada mais natural que ela também se tornasse fornecedora de motores para outras equipes. Assim, em 1983, a Lotus tornou-se a primeira cliente dos franceses, e o 93T de Elio de Angelis foi o primeiro carro da equipe com os motores Renault.  Foi nessa fase, como fornecedora de motores, que a Renault conquistou mais vitórias na Fórmula 1 e alcançou a Ford-Cosworth e a Ferrari, colocando-se como a terceira fabricante de motores a mais vencer Grandes Prêmios em toda a história da F1.   Adicione leveza... e um motor biturbo O Lotus 93T foi praticamente um protótipo de desenvolvimento do motor turbo, que era preparado pela Mecachrome, uma empresa de engenharia que cuidava dos motores da Renault para eq

Matérias relacionadas

Turbo Brasil: relembre a história dos carros nacionais turbinados

Leonardo Contesini

Este é o tributo mais incrível já feito a Ayrton Senna e ao Honda NSX

Dalmo Hernandes

C36 AMG: os 25 anos do primeiro carro da Mercedes-AMG

Leonardo Contesini