A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

A história da Rolls-Royce em três carros

“Os forjados eram projetados para que o material do produto acabado, usinado, ficasse alinhado com a direção mais favorável para a peça. No caso do tambor de freio, isso significava que um blank forjado pesando 48 kg em seu estado bruto, acabava como um belo tambor de freio pesando apenas quatorze quilos e meio. Um caso ainda mais extremo é o da biela, uma peça acabada de 900 gramas, que saía de um blank forjado de 3,6 kg, apenas o núcleo perfeito original permanecendo. Além disso, claro, toda superfície da biela final era polida. De fato, todos os componentes do carro, quando não usinados, eram lixados e polidos até ficarem completamente lisos, para se encontrar rachaduras ou falhas no metal. Cada peça mecânica era examinada com uma lupa para descobrir rachaduras na superfície. Todos os furos, fossem eles para alívio de peso ou para criar folga, eram cuidadosamente usinados para um acabamento liso, para evitar a possibilidade de um acabamento menos cuidadoso iniciar uma trinca. A prática c

Matérias relacionadas

Toyota Land Cruiser 70: o verdadeiro sucessor do Bandeirante que não tivemos aqui

Dalmo Hernandes

As vans mais verdadeiramente velozes e violentas já vistas

Dalmo Hernandes

Os carros de turismo favoritos dos leitores (e do FlatOut, claro!) – parte 2

Dalmo Hernandes