A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

VW Taos tem mais detalhes revelados, a nova geração do Honda Civic, a estreia do BMW Série 4 conversível e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Volkswagen revela fotos e detalhes do SUV Taos, rival do Compass

A Volkswagen apresentou ontem (29) as primeiras imagens oficiais do Taos, SUV que ficará posicionado entre o T-Cross e o Tiguan Allspace na gama da marca – uma estratégia para encarar o bem sucedido Jeep Compass. O VW Taos será fabricado em Pacheco, na Argentina, de onde será importado para o Brasil, demais países do Mercosul e América Central.

A fabricante divulgou imagens do Taos com camuflagem (um padrão semelhante ao que se viu nos modelos ID nos últimos meses, criado por José Pavone) e também algumas fotos do carro com apenas parte dos faróis coberta e sem emblemas. Assim, é possível ter uma boa noção de como o SUV será.

 

O na dianteira, o VW Taos segue a identidade visual dos atuais modelos da Volkswagen. E a traseira, tanto as colunas quanto as lanternas, lembra bastante o Tiguan Allspace. Sem surpresas aqui. Ainda não foram divulgadas imagens do interior, mas também não esperamos grandes revoluções – especialmente considerando que o Taos usa a plataforma modular MQB como base.

Há, porém, algumas característica que a Volkswagen destaca na oferta de equipamentos. A fabricante diz que faróis com tecnologia Matrix, cruise control adaptativo, alerta de frenagem de emergência, frenagem autônoma e alerta de tráfego cruzado traseiro estarão disponíveis – possivelmente de série nas versões mais caras e como opcionais nas intermediárias. Além disso, destaca que a central multimídia VW Play, com tela de 10”, também será oferecida.

Embora não tenha falado sobre motores, a VW confirma que ao menos o conhecido 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque – praticamente o mesmo motor do Polo GTS – será um deles.

A revelação completa do VW Taos está marcada para o dia 13 de outubro, enquanto as vendas devem começar no segundo trimestre de 2021.

 

Nova geração do Honda Civic aparece em imagens de registro

Não parece, mas já faz cinco anos que a décima geração do Honda Civic foi lançada – o que significa que a próxima já está a caminho. Com lançamento previsto para o segundo semestre de 2021, o novo Civic já teve imagens de registro da vazadas no fórum Civic XI, tanto o hatchback quanto o sedã.

 

No caso do hatch, o que se vê é um carro que segue a mesma silhueta do atual – em linha com a tendência da Honda de intercalar uma geração revolucionária (como foi a décima em relação à nona) com outra de pegada mais evolutiva. O que se nota, porém, é uma identidade visual mais contida, com faróis de contorno mais retangular e minimalista e uma grade discreta, parecida com o que se vê no novo Honda Fit.

Na traseira a situação é a mesma – as lanternas continuam ligadas pelo que aparentemente é uma régua iluminada, mas seu formato agora é mais tradicional, em vez do “bumerangue”” da geração atual.

O sedã, por outro lado, vai mudar bem mais: a traseira voltará a ter um terceiro volume bem definido, semelhante ao do atual Honda Accord, com lanternas trapezoidais e sem a barra interligando as duas peças.

Uma coisa que se nota é o tamanho do balanço dianteiro – visto de lado, o Civic XI terá um “queixo” enorme, provável reflexo das normas de segurança para pedestres. Dá para perceber, também, que a linha do capô é menos inclinada que na geração anterior.

Vale observar que, na próxima geração o Civic deverá deixar de ser vendido no Japão, concentrando-se em vez disso nos mercados ocidentais, como os EUA e o Brasil.

 

 

 

BMW R 1250 RT é lançada no Brasil por R$ 165.750

Conforme previsto, a nova BMW R 1250 RT começa a ser vendida no Brasil nesta semana. A sport touring é movida por um gigantesco motor boxer de 1.254 cm³ – maior e mais potente que o motor de 1.150 cm³ anterior: são 136 cv e 14,5 kgfm contra 125 cv e 12,7 kgfm. O câmbio é de seis marchas, com embreagem multidisco banhada a óleo.

A moto é vendida por R$ 165.750 na versão básica, sempre na cor Branco Alpine, enquanto a de topo, Option 719, custa R$ 178.750 na cor Azul Planet – uma tonalidade metálica bem escura, quase preta.

As rodas são de 17×3,5” na dianteira e 17×5,5” atrás, com freios a disco duplos de 320 mm na frente e simples de 275 mm atrás, com ABS dianteiro e traseiro.

De série, a moto vem com banco e manoplas aquecidos, partida sem chave, predisposição para GPS, sistema de som com conexão Bluetooth, monitoramento de pressão dos pneus, farol auxiliar com LED. Ainda há o sistema quickshift para trocas de marcha sem acionamento da embreagem, amortecedores com ajuste automático e seletor de modos de condução.

 

BMW Série 4 conversível é revelado com teto de tecido

A BMW mostrou hoje (30) o nov Série 4 Cabrio. O conversível agora tem capota de tecido – que a BMW diz ser 40% mais leve que o teto rígido da geração anterior. A nova capota leva 18 segundos para abrir ou fechar, e pode ser acionada com o carro em movimento até 50 km/h. O teto de tecido será preto como padrão, mas opcionalmente poderá ter acabamento prata Anthracite.

O carro deverá seguir as mesmas versões do Série 4 cupê em motorização e acabamento, com um quatro-cilindros turbo de dois litros nas versões 420i e 430i (com 184 cv e 258 cv, respectivamente); e um seis-em-linha de 387 cv na versão M440i xDrive, com tração nas quatro rodas. Em todos os casos, o câmbio é o automático Steptronic da BMW, com seis marchas.

Na Europa, o BMW Série 4 Cabrio começará a ser vendido até o final do ano, enquanto os mercados internacionais começarão a receber o carro no primeiro semestre de 2021.

 

Chevrolet Montana 2021 chega em versão única por R$ 75.490

A veterana Chevrolet Montana – última representante da plataforma 4200, usada no Brasil desde 1994 com o Corsa B – chega agora à linha 2021. A picape passa a ser vendida em versão única, mais equipada, por R$ 75.490.

Anteriormente eram oferecidos três pacotes diferentes para a Montana LS. Agora, restará apenas o mais completo deles, o R7M, que inclui protetor de caçamba, direção com assistência hidráulica, banco do motorista com regulagem de altura, preparação para som, rodas de aço de 15” com calotas, ar-condicionado, travas e vidros elétricos, computador de bordo, retrovisores elétricos e abertura interna do tanque de combustível. O preço, porém, aumentou: na linha 2020, a Montana equipada com estes mesmos itens saía por R$ 69.850.

O motor continua o mesmo: o quatro-cilindros de 1,4 litro com 99 cv e 13 kgfm de torque, ligado a um câmbio de cinco marchas.

Tudo indica que a Chevrolet Montana ainda durará mais alguns anos – espera-se que a Chevrolet lance uma nova picape, de maior porte, depois de 2022. Ela deverá ser feita sobre a mesma plataforma modular usada por Onix e Tracker. Fora isto, não se sabe muito mais a seu respeito.

 

 

Matérias relacionadas

Qual foi o primeiro carro “injetado” da história?

Leonardo Contesini

É assim que um BMW M1 de corrida (com motor V8) deve ser pilotado

Dalmo Hernandes

Cannonball Run: a corrida (ilegal) que atravessa os EUA de costa a costa – e seus recordistas

Leonardo Contesini