FlatOut!
Image default
Automobilismo

A importância da vitória de André Ribeiro na Rio 400 da Indy em 1996


Em 17 de março de 1996 a tragédia de Imola sequer havia completado dois anos. O Brasil ainda vivia o luto da perda de Ayrton Senna no auge da carreira. Na Fórmula 1, tínhamos Rubinho, Pedro Paulo Diniz e Ricardo Rosset. Todos bons pilotos, mas todos em equipes pequenas em pleno duelo Benetton-Williams. Torcer, a gente até torcia, mais por hábito e pensamento positivo do que pelas chances reais de ter um vencedor na Fórmula 1. Nem mesmo o título mundial de futebol, que também não tinha completado dois anos, animava mais a torcida brasileira. Ao final daquele ao, Emerson Fittipaldi perdeu o título da Indy para Al Unser Jr. e, no ano seguinte, em 1995 a seleção nacional de futebol foi ao Uruguai disputar a Copa América, e perdeu a final justamente para os donos da casa, acordando alguns dos fantasmas do Maracanazo. Era um tempo nublado para os fãs do esporte. Mas um acontecimento um tanto improvável acabaria mudando o ânimo da torcida naquela tarde nublada de domingo: a primeira edição d