A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

A importância real de se obter o recorde de Nürburgring – e como este feito ficou tão relevante

Em uma galáxia muito, muito distante, antes de nossa épica aventura de dez dias no inferno verde, da popularização trazida pela franquia Gran Turismo e da enxurrada de disputas de recordes de fábrica, vídeos on board e de coletâneas de acidentes em Adenauer Forst ou em Brünnchen, Nürburgring Nordschleife era para os entusiastas de fora da Europa algo mais ou menos como um diferencial Torsen: reconhecia-se o nome e sua importância e, bem, não muito mais do que isso. Os mais íntimos do automobilismo sabiam que havia um trecho onde os carros decolavam (Flugplatz, mas para ser justo, há ao menos mais dois trechos de decolagem), a Karrussell já era conhecida, bem como a épica vitória de Jackie Stewart sob uma tempestade em 1968. E, claro, o recorde imbatível de Stefan Bellof a bordo de seu Porsche 956, registrando 6:11,13 na qualificação para os 1.000 km de Nürburgring de 1983. Numa época em que streaming de vídeos não existia e a velocidade de conexão era bem pior do que qualq

Matérias relacionadas

24 coisas que você não sabia (ou não lembrava) sobre as 24 Horas de Le Mans

Dalmo Hernandes

Os Ford Escort mais incríveis que não tivemos no Brasil

Dalmo Hernandes

O que significam os nomes da Ferrari?

Leonardo Contesini