A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pergunta do dia

Qual a sua meta ou sonho automotivo para 2017?

É exatamente meia noite agora. Você já deve estar com o tanque vazando ceia pelo respiro, mão melada de champagne, já aturou a piada do pavê, já respondeu à sua tia sobre as namoradinhas, aos seus primos sobre como está indo o trabalho (ou a faculdade… ou a escola…), enfiaram lentilha no seu bolso, seu cachorro está assustado por causa dos fogos de artifício. Tiraram sarro daquele seu carro onde “você só desperdiça dinheiro”, é provável.

Mas você é um cara com graxa na alma e gasolina nas veias. A gente sabe que, no meio dessa bagunça toda, a cada brecha seu cérebro deu várias pequenas viajadas. Ele visitou seu catálogo de peças favorito, lembrou daquele anúncio que você vê todo dia como um verdadeiro stalker obsessivo, ficou compondo aquela receita de preparação, organizou e focou naquele projeto automotivo você sonha realizar ou ao menos avançar neste ano que se inicia. Isso se você não está passando o ano novo com outros loucos como nós!

Sabemos que 2016 foi um ano muito difícil economicamente, mas se você não tem uma meta de tempo de volta para bater, camarada, o cronômetro nunca irá baixar um milésimo. Por isso, acelera nessa conosco: qual a sua meta ou sonho automotivo para este ano? Para te inspirar, vamos começar por nós mesmos!

 

Juliano Barata

Em 2017 espero voltar a ter mais contato com pista, algo que ficou totalmente ausente da minha vida nos últimos, sei lá, dez meses. Me sinto incompleto sem isso, faz parte da minha essência. Queria conhecer mais um autódromo no Brasil e é muito importante que este seja o Autódromo de Curitiba, já que o destino me deu mais uma chance para conhecê-lo ao postergar o seu fim. Mas mesmo kart de aluguel (o meu favorito é o Kartódromo Granja Viana), jogar simulador (o meu preferido atualmente é o Assetto Corsa), quero poder “brincar” um pouco mais de tudo isso – as aspas são porque estas são ferramentas muito boas para aprimorar sensibilidade dinâmica e reflexos. E ambos são viciantes.

lud

 

Felizmente, esta ponteira de escape ridícula pertence ao passado!

Em relação a projetos, gostaria de poder avançar mais no projeto do meu Honda Prelude 4WS 1992, carro que está comigo há quase três anos. A suspensão e os freios dele foram totalmente refeitos entre 2014 e 2015, misturando componentes OEM e de performance. Este ano, como todos sabem, foi particularmente crítico, então o projeto ficou estagnado – fiquei feliz por ele não ter dado nenhuma dor de cabeça grave (apesar da cara moderninha, o fiodamãe tem 24 anos nas costas). Ao fim de 2017, no cenário mais feliz, estarei finalizando a parte de powertrain (motor – que está em estado bem ruim –, câmbio e diferencial). No menos feliz, estarei juntando a verba para conseguir fazê-lo.

ludeparts

Com o fim do Dart Games (vocês viram no nosso post de aniversário), o Hondinha acaba herdando a missão de ser uma espécie de pace car do FlatOut – felizmente, bem acompanhado pelo Gol do Dalmo e, espero que em breve, por alguma nova encrenca mecânica do Leo! Ver este trio pronto do jeito que queremos é outro sonho, mas este é para depois de 2017.

Muitos de vocês estão curiosos sobre o ‘Lude e vira e mexe nos perguntam na área de comentários ou no Instagram do FlatOut. Eu só fico na dúvida se não seria meio frustrante para vocês apresentar o projeto agora para só voltar a falar dele daqui a muitos meses – tanto que, por este motivo mesmo, não o coloquei dentro do nosso próprio Project Cars. Apresento, deixo para depois, o que vocês preferem?

 

Leo Contesini

“Em 2017 pretendo dar um trato no visual do meu daily driver. É um Focus Mk1,5 2008 com 50.000 km, porém é da versão GL — o que significa que ele tem bancos de tecido, não tem travas por telecomando, e ainda vem com rodas de 14 polegadas. A ideia é colocar bancos de couro para evitar o acúmulo de poeira (um problema sério na minha região), um sistema de telecomando/bloqueio e rodas OEM de 16 polegadas.

2332

Um desse com rodas na cor prata… huummm…

Com sorte, se a economia voltar a funcionar no Brasil, ainda penso em comprar um segundo carro para pegar a estrada e curtir um passeio em horários alternativos. Algo que não seja tão caro, mas que também não precise de uma restauração total. Ainda não sei o quê. Andei navegando pelos classificados e encontrei muitas coisas interessantes. Dei uma olhada nos Alfa 164, que voltaram a ficar bonitos depois do limbo pelo qual todo clássico passa, ou pelo Alfa 155, que tem uma elegância mais discreta (e por isso mais interessante) que a do 164. Também dei uma olhada nos velhos Mercedes (quem sabe um Classe A190 para retomar o projeto 722, com bodykit AMG, carroceria preta, bancos de couro vermelho escuro, rodas 17 AMG e suspensão Bilstein+Eibach como seu irmão esportivo alemão). Ou quem sabe uns tijolos suecos (alguém falou Volvo V50?), um Puminha tubarão para ser feito aos poucos. Quem sabe…”

 

Dalmo Hernandes

“Como vocês devem lembrar, 2016 foi o ano em que comprei meu primeiro carro com meu próprio dinheiro. E, por que não podia ser diferente, acabei comprando um carro velho (às vezes digo que é um antigo, mas não acreditem): um VW Gol LS 1985.

gol-ls

Ele parecia um carro muito bom e custava pouco mas, como eu já deveria ter imaginado, escondia mais problemas do que aparentava. E hoje está parado.

Espero, em 2017, conseguir deixá-lo minimamente apresentável e confiável para uso diário e ocasionais viagens. Moro no interior paulista, o que torna mais fácil a convivência com um carro fabricado há mais de 30 anos que já rodou bastante.

Em primeiro lugar, ele precisa ter sua elétrica toda refeita e receber no interior um painel de instrumentos que seja correto para a idade do carro (já foi providenciado!) e de novo faróis e lanternas. Algo que deverá ser mais difícil, mas não deixa de ser um desejo para o ano que está começando, é uma revisão completa no motor, trocando quaisquer componentes necessários. E, quem sabe, um carburador mais interessante no AP 1.6…

Matérias relacionadas

Qual é o componente mais bonito de um carro?

Dalmo Hernandes

Qual é o carro mais injustiçado de todos os tempos?

Gustavo Henrique Ruffo

Qual é o melhor esportivo de tração dianteira já fabricado?

Dalmo Hernandes