A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

A nova geração do Toyota GT86, novo Nissan GT-R chega em 2023, BMW M4 flagrado e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Nova geração do Toyota GT86/Subaru BRZ já está em testes

Em março deste ano, pouco antes de o mundo fazer uma parada forçada por causa da pandemia, uma apresentação interna da Toyota (que acabou se tornando pública) indicava que um futuro lançamento com o nome “86” estava confirmado para o segundo semestre de 2021. Isso era praticamente a confirmação de que a nova geração do GT86 estava a caminho, ainda que a informação não fosse oficial.

Agora, o instagrammer kystify compartilhou um vídeo deste protótipo coberto por adesivos de camuflagem e, a menos que a Toyota esteja usando a carroceria de um GT86 para desenvolver outro modelo, podemos afirmar com alguma certeza que esta é a próxima geração do esportivo.

O vídeo mostra detalhes do carro, como as lanternas traseiras com um design diferente das atuais, um spoiler tipo “lip” na traseira, uma tomada de ar maior na dianteira, faróis mais incisivos e com luzes diurnas, além de colunas A mais reclinadas.

De acordo com a apresentação vazada, o novo GT86 deverá trocar o T pelo R para se chamar GR86 — uma referência à divisão esportiva da Toyota Gazoo Racing — e será feito sobre a nova plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture), adotando o motor boxer turbo de 2,4 litros vindo dos Subaru Ascent Legacy e Outback. Isto significa que o novo GR86 terá pelo menos 255 cv de fábrica – e finalmente atenderá os desejos dos entusiastas por mais potência no cupê. A Toyota deverá também melhorar a qualidade do acabamento no interior do carro, outro ponto de críticas no GT86 atual.  (Leo Contesini)

 

Próxima geração do Nissan GT-R chega em 2023 com powertrain híbrido

Lembra do Nissan GT-R? Aquele que impressionou o mundo em 2007 ao oferecer desempenho de supercarro pelo preço de um Porsche 911 de entrada? Pois é… a Nissan também parece ter lembrado dele e já está desenvolvendo uma nova geração que ficará pronta em 2023.

Segundo o site Automotive News, ele será parte de uma renovação completa da linha Nissan nos próximos anos e terá um powertrain híbrido. De acordo com a apuração do site, a metade elétrica do powertrain será um recuperador de energia/gerador que também parece ser o padrão desta próxima década. Aparentemente será um motor auxiliar de 48 volts, como já é usado em diversos modelos de luxo e, mais recentemente, no T.50 de Gordon Murray.

Caso a chegada do Nissan R36 seja mesmo confirmada para 2023, a atual geração completará 16 anos no mercado, igualando o recorde do Lamborghini Countach como supercarro que passou mais tempo em produção continuada. (Leo Contesini)

 

BMW M4 aparece com menos camuflagem a semanas da estreia

A BMW marcou a apresentação do novo M4 (e do M3, por extensão) para setembro. Naturalmente, o carro começa a revelar aos poucos suas formas abaixo da camuflagem – quase como se fosse de propósito para gerar buzz – nos flagras mais recentes feitos pelos espiões da Automedia.

As laterais já estão descobertas, e a camuflagem pesada na dianteira e na traseira agora dá lugar a um envelopamento estampado – revelando, assim não apenas a silhueta definitiva do carro, mas também as formas dos para-choques e faróis. Pela primeira vez, também podemos conferir o belo desenho das novas rodas, que parecem inspiradas de leve pelas clássicas BBS raiadas.

E, pelo que se pode ver, os flagras de carros totalmente descobertos no chão da fábrica eram mesmo verídicos: toda a agressividade parece concentrada na enorme grade dianteira com filetes horizontais, enquanto os para-choques têm desenho relativamente contido, sem grandes entradas de ar ou recortes profundos; e as laterais também são lisas e desprovidas de vincos – o que rompe com a tradição dos cupês anteriores e, para nós, é o maior pecado desta geração.

Mecanicamente não deve haver surpresas – é sabido que o novo M3/M4 adotará o motor seis-cilindros biturbo S58, de três litros e até 510 cv nas versões de tração integral. Haverá também uma versão “Pure”, com um pouco menos de potência, câmbio manual e tração traseira. (Dalmo Hernandes)

 

Ioniq: a nova divisão de carros elétricos da Hyundai

A mais nova fabricante de automóveis a ganhar uma divisão específica para carros elétricos é a Hyundai: a empresa coreana anunciou a criação da Ioniq, submarca que terá três lançamentos até 2024.

Todos os modelos serão feitos sobre a mesma base – uma nova plataforma chamada E-GMP (Electric Global Modular Platform), que suportará apenas propulsão totalmente elétrica.

O primeiro deles será o SUV Ioniq 5, marcado para o início de 2021 inspirado pelo Hyundai Concept 45 que foi apresentado em 2019. Depois, virá o sedã fastback Ioniq 6 – de longe o mais interessante, pois é inspirado pelo belo conceito Prophecy que a Hyundai revelou em março, com design harmônico, limpo e de proporções extremamente agradáveis. Sua chegada é prevista para 2022. Por fim, virá outro SUV – o Ioniq 7, maior que o Ioniq 5 e previsto para 2023 ou 2024.

A Hyundai aposta nestes três carros para conseguir ao menos 10% do mercado de elétricos no planeta, tornando-se a terceira maior fabricante de carros elétricos do planeta. Contudo, ainda é preciso ver o que os concorrentes andam preparando – como o segmento está em expansão, ainda é difícil enxergar com clareza o panorama. (Dalmo Hernandes)

 

Porsche 911 GT3 RS MR ganha melhorias aerodinâmicas e de suspensão

Não, não é um Porsche 911 GT3 RS de motor central-traseiro – MR, aqui, significa Manthey Racing, nome da preparadora responsável pelas modificações no esportivo da Porsche. A empresa, da qual a Porsche é acionista majoritária, desenvolveu uma série de modificações aerodinâmicas e de suspensão para o 911 GT3 RS. Não que ele necessariamente precisasse, mas quem quer levar a sério os track days no fim de semana vai querer dar uma olhada.

O Porsche 911 GT3 RS já é bem agressivo por default mas, com atenção, consegue-se perceber os toques da Manthey Racing. Começando por uma nova asa traseira de fibra de carbono, uma Gurney flap de fibra de carbono na tampa do motor – que também é nova, feita de fibra de carbono – e saias laterais redesenhadas. O mais notável, porém, são as novas rodas com calotas turbofan de fibra de carbono que, segundo a MR, são funcionais – exatamente como as peças que eram comuns na década de 1970, ajudam a extrair o ar quente das caixas de roda e arrefecer o conjunto de freios.

O kit não inclui modificações mecânicas, e a Manthey Racing ainda não divulgou seu preço. Mas dá para ter uma ideia: um conjunto similar para o Porsche 911 GT2 RS não sai por menos de € 100.000 – cerca de R$ 630.000 em conversão direta, a título de curiosidade. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Esta coleção de Mercedes-AMG Black Series é a melhor maneira de gastar US$ 1 milhão

Dalmo Hernandes

Este belo Fiat 124 Sport Coupé está à venda no Brasil!

Dalmo Hernandes

Vai um muscle car “alternativo”? Este Oldsmobile Cutlass S 1969 com motor V8 350 está à venda no Brasil

Dalmo Hernandes