A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Edições anteriores

FlatOut Edição #68: guia de compra Gol GTI, GMA T.50, os Porsche de rali e mais!

Caros leitores, muito bem vindos à mais nova edição do FlatOut Brasil! Aqui temos elencadas as matérias exclusivas para assinantes. Caso você ainda não faça parte do universo do FlatOut, clique aqui e assine agora mesmo! Caso queira conferir as edições anteriores, clique na imagem abaixo.


 

FlatOut Classics

No começo ele só queria um Uno. Depois se apaixonou pelo Tipo Sedicivalvole. Quando estava desistindo de comprar o seu, este Fiat Coupé apareceu — e com apenas 32.000 km.

Um Fiat Coupé de 36.000 km | FlatOut Classics


 

Guia de Compra

Os fãs da Volkswagen – ou ao menos a maior parte deles – consideram o Gol GTi lançado em 1988 como o Santo Graal dos VW da família BX (os Volkswagen “quadrados”). E você talvez esteja pensando em comprar o seu, apesar de toda a valorização que o GTi sofreu recentemente. Se estiver, fique : neste guia de compra, elaborado com a ajuda de proprietários e especialistas não apenas no Gol GTi, mas nos Volkswagen brasileiros clássicos em geral, vamos explicar tudo o que você precisa saber antes de colocar um exemplar deste ícone na garagem.

Gol GTi: tudo o que você precisa saber antes de comprar o seu


 

Lançamento

Eis o verdadeiro sucessor do McLaren F1: o T.50 de Gordon Murray. Motor V12 naturalmente aspirado, tração traseira, câmbio manual de seis marchas e absurdos 986 kg. Menor que um Porsche Cayman, mais leve que qualquer carro compacto brasileiro. E ele só não é mais old school porque possui um sofisticado sistema aerodinâmico com ventoinha na traseira – a evolução do sistema encontrado no Brabham BT46, o famoso “fan car”. Zero a 100 km/h? Velocidade máxima? Não foram revelados, porque não importam – ao menos não agora. O que importa é que Gordon Murray criou sua obra prima.

GMA T.50: todos os detalhes da obra-prima de Gordon Murray


 

 

Técnica

Catch tank? Cash tank? Cache tank? Não: surge tank. Ou tanque de compensação. Pode chamar até de desborbulhador, porque é para isso que ele serve, mas… por que isso é importante? Como esse negócio funciona? O @leocontesini explica nesta matéria.

Para que serve o surge tank (e não catch tank) e como ele funciona?


 

Lembra quando turbo elétrico era gambiarra do Mercado Livre? Pois é… agora é realidade para os próximos anos. Como esse negócio funciona?

Como funciona o turbo elétrico – e por que ele está cada vez mais comum?


 

História

“O resultado era um Mini com oito cilindros, 2300 cm3, 181 cv, e tração nas quatro rodas. E mais: praticamente metade dos seus parcos 725 kg ficava em cima de cada eixo, numa distribuição de peso perfeita. Do momento em que ligou os dois motores, um de cada vez com botões separados, e deu a primeira volta em sua criação, Cooper se apaixonou perdidamente por ela. Tudo era fantástico: a tração incrível, a velocidade, o incrível berro em estéreo dos dois motores juntos, a facilidade como os motores subiam e desciam de rotação, as vezes em velocidades diferentes. Sabia que tinha algo fantástico nas mãos.”

Loucura em miniatura: o Moke e os Mini de dois motores


 

O 911 pode ser conhecido como um baixo e nervoso carro esporte para o asfalto, mas é bem mais que isso. Derivados deste carro já venceram praticamente todo tipo de competição, inclusive Rali. E Não somente rali com apenas estrada de terra: também competições off-road sérias como o Paris-Dakar.

Porsche na terra: os 911 de rali


 

“Mas a obra de Crosby era mais que mera ilustração. Ninguém desenhava o automóvel de uma forma mais épica que ele. Nas imagens de Crosby vemos não somente o carro, mas o drama da situação, a beleza das paisagens, a velocidade, a poeira. Quase nos sentimos como aquele co-piloto olhando para trás enquanto o piloto cerra os dentes concentrado. Se sente o vento no rosto, o cheiro de Castrol R, a poeira na boca, o vento no rosto. Nos transporta no tempo e espaço, para épicas batalhas em Nurburgring e La Sarthe. Quase dá para ouvir o berro de dezesseis cilindros do Auto-Union de Stuck, o grave trovejar do Bentley de Barnato, o agudo grito do Bugatti de Chiron. É como se estivéssemos lá.”

A arte de F. Gordon-Crosby


 

Pensata

O Peugeot 205GTI já era um carro sensacional, mas a Peugeot queria mais: queria um esportivo de verdade, sem luxo, bravo, cru, ainda mais leve e ágil, mas também, incrivelmente, mais barato! O Peugeot 205 Rallye se tornou uma lenda, assim como seus sucessores 106 e 306. Nesta semana o @mao4100 conta esta história e analisa: será que não está na hora de carros assim voltarem?

Pensando fora da caixa com os clássicos Peugeot Rallye


 

Car Culture

A gasolina brasileira mudou no início desta semana. Mas o que realmente mudou? Como ela vai impactar nosso bolso e nossos carros? O Leo Contesini foi atrás das respostas e explica nesta matéria.

O que muda com a nova gasolina brasileira?


 

Automobilismo

Hoje Barrichello é quase uma unanimidade, mas por muito tempo a torcida brasileira viveu uma relação de amor e ódio com o piloto, que rendem piadas e memes até hoje. Mas… fomos justos com Rubinho? O @leocontesini, que também foi torcedor ferrenho de Rubinho nos anos 1990 e 2000, relembra a carreira desta lenda da Fórmula 1 e tenta encontrar a resposta.

Rubens Barrichello e o azar da Fórmula 1


 

Games

A Sega tinha medo de colocar um game de rali no mercado – eles achavam que os fãs de arcade não iriam querer jogar um jogo com carros que não fossem monopostos de Fórmula 1 ou protótipos-esporte.
Mas com gráficos matadores, texturas realistas (para a época) e jogabilidade refinada na medida certa para atrair novatos e gamers experientes, Sega Rally Championship foi um fenômeno.

Sega Rally Championship: o pioneiro dos arcades de rali dos anos 90 | FlatOut Retro Review


 

Matérias relacionadas

FlatOut Edição 04: a evolução de Zandvoort, as curvas americanas, os 20 anos do Classe A e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 29: Penske compra a Indy, o incêndio do Onix Plus, a conta dos elétricos e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 52: o adeus a Sir Stirling Moss, os novos clássicos dos anos 1990, a invenção do motor V12 e mais!

Leonardo Contesini