A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas

Adeus, Renaultsport. Olá, Alpine! – e não estamos falando de F1

Nem todo mundo sabe que o lendário Alpine A110 não era um carro produzido pela Renault — ao menos não até 1974. Até então a Alpine não era uma subsidiária da Renault, mas uma marca independente de carros esportivos que já havia feito alguns Renault 4CV de corrida e estava em seu terceiro esportivo próprio. A união com a Renault só aconteceu mesmo em 1974, quando a Alpine foi comprada pela gigante e acabou fundida à Gordini (que também era uma casa independente nos anos 1960) para formar a Renaultsport. É por isso que o Alpine que venceu as 24 Horas de Le Mans de 1978 era batizado como Renault Alpine. E também é por isso que a primeira versão turbo do Renault 5, com o motor 1.4 dianteiro, era batizada de Renault 5 Alpine Turbo. https://flatout.com.br/alpine-a442-o-renault-esquecido-que-venceu-as-24-horas-de-le-mans-em-1978/ Na verdade, a Renault parecia não saber exatamente como usar suas marcas esportivas até meados dos anos 1990. O nome Renaultsport praticamente não era usado

Matérias relacionadas

Não seja um babaca no trânsito: aprenda com o contra-exemplo

Gustavo Henrique Ruffo

Por que eu troquei meu carro antigo por um carro “moderno” (mas nem tanto)

Dalmo Hernandes

Como ser louco por carros em 2020 sem ficar louco de verdade

Dalmo Hernandes