FlatOut!
Image default
Guia de Compra

Audi A3/S3 Mk1: tudo o que você precisa saber antes de comprar | Guia de Compra FlatOut


Nos anos 1980, uma frase muito repetida entre os entusiastas ingleses dizia que: "compre sempre um Mercedes barato, e não um Ford caro." Claro que obviamente dizia respeito a qualidade e durabilidade, tradicionalmente bem maiores nas marcas de luxo simbolizadas pela Mercedes-Benz na frase. Mas também tinha um fundo financeiro: o Mercedes certamente desvalorizava menos que um Ford caro. O Ford (aqui um símbolo também: pode ser substituído por Chevrolet, VW, Renault, Rover, ou qualquer marca de carros baratos) certamente seria um tamanho maior, e mais potente, que um Mercedes (ou Audi, Jaguar, BMW, etc) de preço igual. Era esperado que um Ford tivesse menos qualidade e durabilidade que um Mercedes; o preço refletia isso. Você comprava o Ford caro porque queria mais espaço e tamanho, mas sabendo que tinha nas mãos um produto de uma categoria inferior. Esta era a ordem das coisas, imutável e confortável, e parecia fadada a permanecer assim para todo sempre. Mas tudo isso mudaria nos anos 199