A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Motos

Britten V1000: quando um desconhecido da Nova Zelândia ensinou ao mundo como fazer uma moto de corridas

Imaginem a cena: 1990, Autódromo da Daytona. Ducatis, Hondas, Suzukis e outras marcas se preparando para a prova Battle of the Twins, que se iniciaria em breve. De repente chega um neo-zelandês com jeitão caipira, tira do trailer uma moto estranha azul e rosa, e começa a prepará-la para a disputa. Confesso que, fosse eu engenheiro da Ducati, nem daria bola para aquilo. Mas depois da corrida provavelmente comeria meu diploma. Aquele “kiwi” simplesmente saiu de um arquipélago no fim do mundo e mostrou a todos como fazer uma moto de corrida! Seu nome todos viriam a conhecer depois: John Britten. Nascido em Christchurch, Nova Zelândia, o garoto John passou perrengue na escola, devido à dislexia. Ainda na infância seu talento para construir coisas despontou. Começou construindo seus próprios carrinhos de rolimã; aos 12 anos comprou um motor à combustão e construiu seu primeiro kart. Aos 13 ele e um amigo acharam uma Indian Scout (coincidentemente o mesmo modelo que fez a fama de seu ídolo,

Matérias relacionadas

O futuro visto de 1970: o Citroën SM

Marco Antônio Oliveira

Bandeiras, bolas de golfe e excrementos: tudo o que a humanidade já deixou na Lua

Dalmo Hernandes

Afinal, porque as arrancadas são disputadas no quarto-de-milha?

Dalmo Hernandes