FlatOut!
Image default
Automobilismo

Como a Indy veio parar no Brasil duas vezes – e foi embora nas duas?


Depois de encerrar a Fittipaldi Automotive, afundado em dívidas, Emerson Fittipaldi voltou sua atenção para os monopostos americanos. Em 1984, Emerson fechou um contrato com a Patrick Racing para se ambientar à categoria e aos carros e, no ano seguinte iniciou uma série de cinco temporadas completas pela equipe, que começaram com algumas vitórias e resultados consistentes e terminaram com a vitória na Indy 500 de 1989 e o título daquela temporada. Emerson virou Emmo, e abriu as portas do automobilismo americano para os brasileiros, da mesma forma que fizera com a Fórmula 1 em 1970. A migração dos brasileiros pelo caminho trilhado por Emerson começou logo em 1985, na verdade. Naquele ano, Raul Boesel, Roberto Moreno e Chico Serra fizeram suas primeiras provas nos EUA, embora somente Boesel tenha permanecido na categoria regularmente. O início da escalada brasileira na Indy coincide com o período de maior sucesso dos pilotos brasileiros na Fórmula 1. Entre a estreia de Emerson, a chega