FlatOut!
Image default
Zero a 300

Próximo Mazda MX-5 Miata pode ser híbrido, Novo Honda Civic Si será revelado em outubro, Mitsubishi descarta volta do Lancer Evolution de uma vez por todas e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Próximo Mazda MX-5 Miata pode ser híbrido

O Mazda MX-5 Miata é praticamente unanimidade entre os entusiastas por uma razão simples: ele mantém a leveza, o motor aspirado, o câmbio manual e a tração traseira em um conjunto surpreendentemente parecido com o que estreou há mais de 30 anos. Mas, pelo visto, não vai ser assim por muito mais tempo.

Na semana passada, a fabricante japonesa anunciou seu plano de eletrificação – e ele tem uma pegada bem diferente do que pretendem fazer as fabricantes europeias. A Mazda diz que, até 2030, todos os seus modelos à venda terão alguma forma de eletrificação. Mas não serão todos movidos a bateria: os puramente elétricos deverão responder por 25% do volume de produção, enquanto os outros 75% serão híbridos.

O Miata, segundo o site japonês Kuruma News, vai ficar com a maioria – ou seja, deverá ser mesmo híbrido, e não totalmente elétrico. E o Motor1.com acrescenta que, segundo a própria Mazda, o novo Miata continuará sendo “um conversível de dois lugares leve e acessível”. Leveza e preço acessível, por enquanto, não são características compatíveis com um carro totalmente elétrico. A tecnologia híbrida, por outro lado, permite manter boa parte desses atributos.

De qualquer forma, ainda deve demorar. Como lembra o Carscoops, a Mazda costuma produzir cada geração do MX-5 por pelo menos dez anos – como a quarta geração foi lançada em 2015 (parece que foi ontem!), a sobrevivência do modelo atual, da forma que está, é garantida pelo menos até 2025.

 

Novo Honda Civic Si será revelado em outubro, Type R híbrido chega em 2022

O processo de revelação do novo Honda Civic ainda está acontecendo – nesta semana, conhecemos o novo hatchback, que traz de volta um pouco da ousadia ao estilo do carro. Agora, a versão europeia foi revelada e ficamos sabendo que, diferentemente do que acontece nos Estados Unidos, ele será vendido apenas com powertrain híbrido.

O conjunto se chama e:HEV, e é composto pelo motor 1.5 mais dois motores elétricos. Não foram mencionados números ainda, mas trata-se do mesmo conjunto usado pelo Fit e pelo HR-V lá fora, o que deve colocá-lo na faixa dos 130 cv.

Mas essa não é a grande notícia. A notícia de verdade é que o novo Civic Si será revelado ainda nesse ano e começará a ser vendido em outubro – o que indica que, muito provavelmente, será apresentado em setembro.

Quem descobriu foi o pessoal do Civic 11 Forum, cujo nome explica exatamente do que se trata. Usuários do fórum descobriram um cronograma de lançamento para o novo Civic, e nele o Si está listado como “à venda em outubro”.

A Honda também confirmou que o Si será vendido apenas como sedã, respondendo a uma pergunta feita no Twitter.

Sobre o novo Type R, a informação também vem da própria Honda, em um press release global. A fabricante diz que o hot hatch será apresentado em 2022, e que chegará ao mercado junto com o Civic híbrido. Só isso – nenhuma palavra sobre quais mercados o receberão, e nada sobre a ficha técnica. A expectativa, porém, é que ele traga uma versão atualizada do powertrain do Type R atual. Ou seja: motor 2.0 turbo de mais de 300 cv, câmbio manual de seis marchas e tração dianteira. Rumores falam sobre uma possível variante com tração nas quatro rodas e mais potência, mas a Honda já descartou essa possibilidade.

 

Mitsubishi diz que pode voltar aos ralis, mas descarta novo Lancer Evolution

Esta vai para quem sente falta do Lancer Evolution – mas, infelizmente, não é uma boa notícia.

Recentemente a Mitsubishi anunciou a volta da divisão Ralliart, inicialmente voltada a desenvolver kits de acessórios para modelos existentes. Apesar de ser um retorno tímido, foi o bastante para reacender as esperanças nos fãs: quem sabe se a Mitsubishi não volta aos ralis? E quem sabe se não haverá um novo Evo?

Agora, a marca se pronunciou. Segundo a revista japonesa Response, o CEO da Mitsubishi, Takao Kato, a marca pode mesmo envolver-se novamente com o automobilismo (mais precisamente, com os ralis). Contudo, questionado sobre um possível retorno do Evo, Kato foi direto e conciso: “A marca ainda não está forte o bastante [para isso]”.

Segundo o executivo, primeiro é preciso colocar a casa em ordem. Para isso, investimentos em eletrificação, além de novos SUVs e crossovers, são a prioridade no momento.

Response vai além e diz que até os acionistas da Mitsubishi andam pedindo a volta do Evo à linha. É no mínimo inusitado, porque geralmente são esses os caras que preferem carros de grande apelo popular e alto volume em vez de produtos entusiastas, de nicho, que não são tão lucrativos. Mas talvez até eles tenham percebido que, no caso da Mitsubishi, a volta de um carro tão querido e emblemático tem tudo para trazer mais benefícios que danos.

Mas a cúpula da Mitsubishi parece irredutível. Resta, então, torcer para que o plano de reestruturação da linha dê certo, e que o Evo volte a ser uma opção palpável.

 

Stock Car inaugura rede de oficinas mecânicas

 

Enquanto o público não pode voltar às corridas, a Stock Car dá um jeito de se aproximar de outra forma. A Veloci Investimentos, dona da categoria, anunciou sua própria rede de oficinas mecânicas – a Stock Auto Service.

A ideia é oferecer serviços de manutenção de rotina, como troca de pneus e alinhamento, troca de óleo e outros, e também vender peças e acessórios de marcas vinculadas à Stock Car.

Felipe Massa, que recentemente competiu na Fórmula E e corre na Stock Car em 2021, será o embaixador da Stock Auto Service. A Veloci já confirmou que, quando o público voltar aos autódromos, também terá um espaço dedicado com promoções para os clientes.

A princípio, a Stock Car Auto Service opera apenas na região metropolitana de São Paulo, com quatro lojas, mas no futuro pode inaugurar outros espaços em toda as cidades onde a Stock Car é disputada.

 

Aston Martin Valkyrie estreia novo conjunto aerodinâmico no dia 28 de junho

O Aston Martin Valkyrie ainda nem foi revelado em sua versão final e já terá uma nova variante. No começo da semana, imagens do Valkyrie com um novo conjunto aerodinâmico foram publicadas “por engano” no site da Aston Martin e removidas pouco depois, mas o pessoal do Jalopnik salvou as imagens antes que elas desaparecessem para sempre.

O hipercarro com motor Cosworth foi anunciado lá em 2017 e as entregas devem, finalmente, acontecer no fim do ano. Mas antes a Aston Martin vai apresentar a tal variante com nova aerodinâmica – e o fará em 28 de junho, também conhecido como “segunda-feira”.

O teaser não mostra muito, mas a silhueta revelada pela foto deixa o Valkyrie muito parecido com um protótipo Le Mans. A imagem publicada fora de hora corrobora essa ideia – há retrovisores de verdade no lugar das câmeras, uma barbatana no teto e a tal asa traseira, que tem dois níveis e contornos sinuosos que parecem acompanhar as formas do carro.

Para quem esqueceu, o Aston Martin Valkyrie terá um V12 de 6,5 litros feito pela Cosworth e ligado a um motor elétrico – deve entregar 1.176 cv, moderados por um câmbio sequencial Ricardo, de sete marchas.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora