FlatOut!
Image default
Car Culture

Volta ao mundo de Chevette: os melhores Chevettes de 5 países


O Chevette apareceu aqui no Brasil na época em que todos nós acreditávamos que números de desempenho era a mais acurada fórmula para descobrir se um carro era interessante ou não. Parecia que competição de velocidade era o que todo mundo fazia todo dia, indo comprar pão na padaria. Claro que o desempenho de qualquer carro é importante conhecer: dá uma imagem mental de quanto acelera, de sua capacidade de velocidade, coisas sempre importantes. Mas são importantes como um dado de comparação, não como juiz e júri da excelência de um veículo atrás do volante. Até hoje gente gosta de chamar carros mais lentos que o seu de "manco"; embora antes fosse uma divertida brincadeira entre amigos, hoje, depois das mídias sociais e a escalada de ódio inútil que ela trouxe, virou algo desagradável de ouvir. Antes brincadeira, hoje ofensa; mais uma das milhares de coisas que são levadas mais a sério de que deveriam. Mas manco o Chevette é, na vasta maioria de suas versões originais. Nunca