A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Técnica

Como a relação entre diâmetro e curso define as características do motor

Algumas informações padronizadas se tornaram tão comuns que, muitas vezes, não nos damos conta da verdadeira necessidade de conhecê-las. A aceleração de zero a 100 km/h, por exemplo. Ela é necessária para uso prático ou apenas como base de comparação normatizada entre dois carros? Afinal, você depende mais das retomadas de velocidade (80-100 km/h, por exemplo) ou da arrancada? Outra informação presente nas fichas técnicas, mas que é pouco compreendida são os dados de diâmetro e curso do motor. O que significa ter um curso de 86 mm e diâmetro de 92 mm? Evidentemente não é para saber o deslocamento do motor, já que esta informação já é divulgada sem que você precise puxar do fundo de uma gaveta da memória a fórmula do volume do cilindro. Então para que esses dados servem? Para um leigo eles não servem para nada. Assim como as relações de marcha, que quase nem são mais divulgadas pelos fabricantes nas fichas técnicas comerciais. Mas se você conhecer alguns concei

Matérias relacionadas

É assim que os motores AMG são montados à mão

Leonardo Contesini

Os segredos do desempenho absurdo do Nissan GT-R – parte final

Juliano Barata

Como funciona o catalisador dos carros? Veja um deles em ação

Leonardo Contesini