FlatOut!
Image default
Técnica

Como escolher e avaliar um motor para swap?


Continuando a conversa da semana passada, sobre as coisas que você deve ficar atento ao planejar um swap qualquer no carro, é um lugar-comum deste assunto imaginar que motores do mesmo fabricante do carro são sempre compatíveis, ou que configurações de maior deslocamento de um determinado modelo de motor são "plug 'n' play" — você tira o velho, coloca o novo e já pode curtir o novo motor. Infelizmente, nunca é assim. O Gol GTI 16v e sua bolha no capô estão aí, há mais de 25 anos, provando que até mesmo a fabricante pode ter de improvisar para colocar um motor maior em um carro que, originalmente, não era equipado com ele. No caso do Gol GTI, a explicação oficial era que a capa da polia do comando de válvulas acaba alta demais no motor 2.0 importado, e ela acabaria tocando o capô. Para resolver o problema, fizeram a bolha, que tem algo de Dan Gurney e Rudolf Uhlenhaut, e libera espaço para o alojamento da capa e ainda dá um ar mais agressivo e esportivo à dianteira do bolinha.