A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Como o parafuso Phillips foi inventado e revolucionou a indústria automobilística

Poucas coisas podem ser mais irritantes que apertar ou soltar um parafuso de fenda simples. A fenda é sempre rasa, você não consegue dar mais de duas voltas completas sem deixar a chave escapar da fenda, eles não aguentam muito torque e você sempre precisa usar as duas mãos para encaixar a chave na fenda. É realmente surpreendente que o mundo tenha evoluído usando parafusos de fenda simples, não apenas porque eles são irritantes, mas porque é impossível automatizar sua utilização. Como seu encaixe requer uma certa precisão, é impossível usá-los com parafusadeiras motorizadas sem intervenção humana. E mesmo assim seu uso é difícil: além de requerer uma ponta compatível com a largura e o comprimento da fenda, é difícil fazer o alinhamento da ponta com a fenda, e a ponta tende a escapar pelas laterais da fenda. Foram estes problemas que levaram o mecânico americano John P. Thompson a desenvolver um parafuso que sanasse estes problemas.

Matérias relacionadas

Quem disse que os americanos não fazem curvas? – Parte 1

Leonardo Contesini

Thunder Saloon 6000: o Omega V8 que fez história nas pistas

Leonardo Contesini

Cizeta V16T: o supercarro fracassado mais impressionante já feito

Dalmo Hernandes