A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Humor

Dia da Mentira 2017: as melhores (e piores) pegadinhas de 1º de Abril das fabricantes de carros

Todos os anos no dia 1º de abril é preciso tomar cuidado com tudo o que você vê na internet – sempre há o risco de aquilo ser uma pegadinha. Claro, algumas delas são bastante óbvias, enquanto outras deixam o deboche bastante explícito. A gente não costuma ficar de fora, e em 2017 não foi diferente: nossa pegadinha de 1º de Abril foi… não falar nada sobre o 1º de Abril! Vocês caíram direitinho, não foi?

Brincadeira: acontece que a última semana foi tão corrida aqui no QG do FlatOut que sequer tivemos tempo de combinar a zoeira. Porque, evidentemente, nossas pegadinhas do Dia da Mentira envolvem um esforço coletivo, e precisam ser planejadas com antecedência. Desta vez não rolou, mas a gente promete compensar em 2018. Se preparem!

Como pedido de desculpas, selecionamos as melhores pegadinhas de 1º de Abril das fabricantes de automóveis, algo que também já virou tradição por aqui. Você caiu em alguma delas?

 

Renault R.S. 17 Hayonara

17554346_1720970874596579_7997499806933941287_n

A Renault Sport teve uma das ideias mais criativas do 1º de Abril deste ano ao apresentar o R.S. 17 Hayonara, o “primeiro hatchback de Fórmula 1” da história. Segundo o “press release” (divulgado através de uma postagem no Facebook), o Hayonara dá ao atual monopost de Fórmula 1 da equipe uma dose extra de praticidade ao incorporar um porta-malas de 300 litros, e uma traseira inspirada no Renault 16, primeiro hatch produzido em série pela fabricante francesa.

O carro também tem uma grade e faróis embutidos na asa dianteira, para-lamas aerodinâmicos, um defletor de vento para o piloto/motorista, e o mesmo motor V6 1.6 turbo do carro de Fórmula 1 que, com a ajuda do sistema KERS, consegue entregar 900 cv e ainda conseguir autonomia mínima de 305 km com um tanque de combustível. O porta-malas conta com um sistema de retenção de bagagem feito de “fibras mistas” capaz de manter o conteúdo do compartimento de carga seguro mesmo com a aceleração lateral de até 5G nas curvas.

A gente só acha que eles poderiam ter feito algo mais além destas ilustrações – uma projeção 3D, por exemplo.

 

McLaren Feather Wrap

McLaren-570GT-Feather-Wrap-03

A tendência atual entre as fabricantes de superesportivos e carros de alto luxo são os programas de personalização. A McLaren tem o seu, o MSO (McLaren Special Operations), que oferece uma enorme variedade de revestimentos, acabamentos e pinturas para quem quer realmente se destacar. E você conhece uma forma melhor de se destacar do que cobrir seu carro com penas?

Trata-se de um opcional para o McLaren 570S, o carro “de entrada” da McLaren, que tem um V8 biturbo de 3,8 litros capaz de entregar 570 cv. Consiste em aplicar à mão nada menos que 10.000 penas artificiais feitas de fibra de carbono à carroceria do 570S, dando um significado literal à expressão “leve como uma pluma”.

“Nossos engenheiros e designers há tempos se inspiram na natureza para criar as formas mais leves e aerodinâmicas nas ruas. E foi em um lindo dia andando no nosso campus em Woking que um de nós olhou para os pássaros voando sobre o lago, pegou uma pena do chão e a colocou no carro. Isto levou a uma conversa com os artesãos do MSO, ocasionando a criação do revestimento de penas”.

McLaren-570GT-Feather-Wrap-04-850x478

Cada uma das penas tem sete centímetros de comprimento, e elas são colocadas no carro de trás para a frente. Desta forma, com o carro em movimento, as penas atuam como uma “almofada” para os efeitos da aerodinâmica sobre a carroceria. A companhia também diz que as penas pesam apenas 2,5 kg no total, não muito mais do que a pintura metálica utilizada no 570S.

 

Lotus Pet Lid

lotus-for-four-legged-friends-1

Quem nunca quis levar seu gato de estimação para um track day? Se você tem um Lotus e um amigo de quatro patas, pode encomendar a partir do dia 1º de abril o Lotus Pet Lid, um capacete feito especialmente para gatos! Pesando 25 gramas cada, os capacetes podem ser personalizados de acordo com o gosto pessoal do gato e de seu dono, incluindo a gravação do nome e de seu tipo sanguíneo.

lotus-for-four-legged-friends-2 lotus-for-four-legged-friends-3

De acordo com a Lotus, a ideia partiu de Clark, o gato de estimação da fábrica da Lotus em Hethel, no Reino Unido, que vivia pulando para dentro dos carros antes dos testes na pista. Por que não, então, deixar que ele se divertisse com segurança?

 

Triumph HandleWheel

HandleWheel3-2-750x480

A Triumph fabrica motos, e não carros (embora tenha nascido junto com uma das mais famosas fabricantes de carros esportivos do Reino Unido). Mas, para atrair mais fãs de automóveis para as duas rodas, a companhia apresentou no dia 1º de abril o HandleWheel (que pode ser entendido como “GuidãoVolante” em uma tradução livre). É exatamente o que o nome sugere: uma mistura de guidão e volante para ensinar motoristas a ser motociclistas.

O acessório pode ser instalado em qualquer motocicleta da Triumph, e incorpora os manetes tradicionais com todos os comandos normalmente encontrados no guidão de uma Triumph – embora os mesmos também possam ser acionados pela voz do condutor. De acordo com a companhia, a longo prazo o acessório poderá ajudar até mesmo na qualidade do trânsito nas ruas e estradas britânicas, pois encorajará os adeptos dos carros a migrar para as motos, que ocupam menos espaço e consomem menos combustível.

 

BMW dDrive

“A emoção de dirigir não serve só para o motorista”. Pensando nisso, a BMW apresentou o BMW dDrive, nada menos que uma cama para cães que, graças a um sistema de ventilação embutido (com tecnologia Turbo TwinPower), simula a sensação de colocar a cabeça para fora do carro de que os cachorros tanto gostam. Tudo isto sem precisar levá-lo para dar uma voltinha – porque isto nem sempre é possível, e ainda pode ser perigoso.

EMB-THP_MDG_310317BMW_060JPG EMB-THP_MDG_310317BMW_061JPG

O BMW dDrive é revestido em couro Nappa e pode ser personalizado para combinar com qualquer cachorro. O “painel de instrumentos” conta com um seletor para alternar entre os modos Eco Pro, Comfort e Sport, oferecendo aos cães um gostinho do sheer driving pleasure dos carros da fabricante bávara.

 

MG M.I.C.E.

mice

Aparentemente, hoje em dia ninguém mais consegue se comunicar sem usar os emojis – aquelas carinhas e figuras que todo app de troca de mensagens tem. A britânica MG resolveu levar o conceito um passo além e criou o M.I.C.E. – sigla para “MG Inter-Car Emoji”, um sistema que permite que os motoristas usem o para-brisa e o vidro traseiro do carro como telas gigantes para seus emojis, que são selecionados via comando de voz. Já que não é uma boa ideia usar o WhatsApp ou o Messenger no celular enquanto se dirige…

 

O “Tinder” da Honda

Os aplicativos de celular, na verdade, foram tema recorrente nas pegadinhas de 1º de Abril em 2017. A Honda criou o aplicativo “H-Swipe”, que funcina mais ou menos como o Tinder. Usando um sistema de head-up display, o aplicativo escaneia os outros carros nas proximidades e exibe os perfis de potenciais pares românticos. O motorista, então, dispensa ou aprova a pessoa usando os limpadores de para-brisa.

É importante frisar que o app só funciona quando o carro está parado, e que seu ambiente de funcionamento ideal é um congestionamento – com mais carros ao redor, a chance de encontrar alguém para dar uns amassos é maior.

 

Hyundai “Click to Fly”

No início de 2017, a Hyundai apresentou a seus consumidores europeus a oportunidade de comprar um carro pela internet – o programa Click to Buy (“Clique para Comprar”). Para o Dia da Mentira, a novidade anunciada foi o Click to Fly, ou “Clique para Voar”. Complemento ao sistema de compra online, o Click to Fly permite que seu Hyundai novinho em folha seja entregue por drones autônomos movidos a hidrogênio. Os chamados “Hy-Drones” são capazes de suportar até 2.000 quilos e deixam um gigantesco contêiner na porta da sua casa. Típico.

Dacia “Sundero”

No Reino Unido, país coberto por nuvens cinza praticamente o ano inteiro, o cidadão médio toma apenas 1.400 horas de sol por ano – o que, de acordo com a Dacia, pode causar séria deficiência de vitamina D. Preocupada com a saúde dos britânicos, a fabricante apresentou o novo “Sundero” – nada menos que um Sandero equipado com lâmpadas ultra-violeta para bronzeamento artificial. “Se está nublado e chovendo lá fora, sempre faz sol no Dacia Sundero”, diz a Dacia.

Basta parar o carro, ligar as lâmpadas, colocar seus óculos de proteção que acompanham o pacote, reclinar o banco e relaxar. O opcional também inclui uma toalha de algodão egípcio e chinelos.

Matérias relacionadas

Top Xuning, parte 2: os piores acessórios e modificações que alguém pode instalar em seu carro

Dalmo Hernandes

Os acessórios automotivos mais feios, toscos e desnecessários já feitos – parte 2

Dalmo Hernandes

Crazy Cart XL Racing: Quem precisa de uma pista de corrida quando se tem uma loja de brinquedos?

Dalmo Hernandes