FlatOut!
Image default
História Pensatas

Dianteiro, traseiro ou central: onde é melhor colocar o motor?


O mais difícil para a gente é ter que viver num mundo onde a vasta maioria das pessoas enxerga o automóvel como uma mera ferramenta de transporte pessoal, uma máquina sem alma criada por corporações sem face e que apenas querem o nosso rico dinheirinho. Um gasto, uma preocupação, um problema. Ou ainda pior: um poluidor e perdulário símbolo da decadência capitalista. Não é algo do mundo moderno, ou de nosso país; sempre existiu e sempre vai existir. Sempre tivemos que conviver com isso, nós que vemos essa coisa inanimada com olhos diferentes, nós que temos a sorte e a inteligência de ver não o inevitável lado ruim dele, mas tudo de bom que o automóvel particular representa. Essa gente teima em negar, em não enxergar isso, e é isso que realmente chateia, machuca, faz nós as vezes perdermos a fé na inerente bondade da humanidade. Nos chateia porque nós enxergamos o lado ruim do automóvel tão bem quanto eles. Mas ao contrário deles, entendemos claramente que nada que vá os s