A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Discovery Sport de cara nova chega ao Brasil, Lamborghini e BMW M quebram recorde de vendas, o próximo Nissan Z e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Lamborghini quebra recorde de vendas

O que um SUV não faz, não é mesmo? Depois da Rolls-Royce quebrar seu recorde de vendas com o lançamento do Cullinan, agora a Lamborghini atingiu um volume inédito de carros vendidos com o Urus. Foram 8.205 unidades vendidas — 4.962 Urus, 1.104 Aventador e 2.139 Huracán — que correspondem a um aumento de quase 60% em relação a 2018.

O SUV parece ter acertado em cheio o gosto do público chinês, como já era esperado. O maior crescimento da Lamborghini foi justamente na Ásia, onde as vendas aumentaram mais de 60%. Somente a China comprou 770 carros e se tornou como o segundo maior mercado da Lamborghini, ultrapassando o Reino Unido e o Japão. Os EUA, claro, também colaboraram, mantendo-se no topo da lista dos maiores mercados da Lambo, com 2.374 unidades vendidas localmente.

O ano passado também viu o Huracán quebrar o recorde de vendas do Gallardo para se tornar o Lamborghini mais popular de todos. A unidade número 14.022 (o recorde do Gallardo) foi produzida durante 2019. É um número impressionante se considerarmos que o Gallardo levou dez anos (e dezenas de edições especiais) para conseguir esta marca e o Huracán a atingiu na metade do tempo.

O recorde do Huracán, contudo, não deverá resistir ao sucesso do Urus: como já está na reta final de seu ciclo (ele deve durar mais dois ou três anos), a tendência é que suas vendas diminuam, o que significa que ele deverá chegar às 19.000 unidades. Enquanto isso o Urus está em uma curva crescente de vendas: em 2018 foram 1.761 unidades e em 2019 foram 4.962, um total de 6.723 unidades em menos de dois anos de vendas (a produção começou em fevereiro de 2018). Nesse ritmo ele chegará às 14.022 unidades no quarto ano e, como deverá ter um ciclo de sete anos ou pouco mais, é provável que ele se torne o primeiro Lambo a  atingir a marca de 20.000 unidades. O que diz muito sobre a “SUVização” do mercado, não? (Leo Contesini)

 

BMW M supera Mercedes-AMG e confirma M3 e M4 para 2020

Parece que a estratégia da Mercedes em ampliar sua linha para quase 50 modelos não deu muito certo: a BMW M superou a divisão esportiva rival ao vender 135.829 unidades e divulgou os números alfinetando a rival ao dizer que “ela se tornou a fabricante mais bem-sucedida neste segmento pela primeira vez”.

O salto nas vendas se deveu a — adivinhem só — dois SUV: o X3 e o X4 M, com uma pequena ajuda dos novos M8 cupê e conversível. O aumento em relação a 2018 foi de 32,2% e pretende ser maior em 2021, já que a marca confirmou o lançamento do M3 e do M4 para 2020, ainda sem data específica, infelizmente.

A dupla será realmente lançada com as imensas grades que vimos em imagens vazadas e será equipada com o mesmo conjunto mecânico do X3 e X4 M, um seis-em-linha biturbo de três litros com 480 cv na versão básica e 510 cv na versão Competition. Se as grades não atrapalharem, a fabricante tem potencial de sobra para mais um recorde daqui a um ano. (Leo Contesini)

 

Land Rover Discovery Sport reestilizado chega por R$ 232.500

A Land Rover estreia no Brasil o “novo” Discovery Sport – na verdade, trata-se da geração atual ligeiramente reestilizada, com visual agora mais próximo do Range Rover Evoque e do Velar. Os faróis ganharam novo formato, e o para-choque dianteiro agora tem um desenho diferente.

A mecânica é a mesma, consistindo em dois motores 2.0 turbo – a gasolina, com 250 cv e 36,5 kgfm de torque; e a diesel, com 180 cv e 43 kgfm de torque. O câmbio é sempre automático de nove marchas – agora com um alavanca convencional, em vez do botão giratório que era usado no modelo anterior – e a tração é sempre integral. Todas as versões podem ser equipadas, opcionalmente, com dois bancos na terceira fileira, ficando assim com sete lugares.

As versões continuam as mesmas: S, SE e R-Dynamic SE – válidas para as duas motorizações. Confira, abaixo, a tabela completa com os preços. (Dalmo Hernandes)

  • Land Rover Discovery Sport P250 Flex S: R$ 232.500,00
  • Land Rover Discovery Sport P250 Flex SE: R$ 249.500,00
  • Land Rover Discovery Sport P250 Flex R-Dynamic SE: R$ 266.985,00
  • Land Rover Discovery Sport D180 S: R$ 252.500,00
  • Land Rover Discovery Sport D180 SE: R$ 274.500,00
  • Land Rover Discovery Sport D180 R-Dynamic SE: R$ 291.985,00

 

Nova scooter Dafra HD 300 será lançada em 2020

Aproveitando a força que o segmento das scooters vem ganhando nos últimos anos, a brasileira Dafra decidiu adiantar o lançamento de seu novo modelo, a HD 300, para março deste ano – o plano era trazê-lo no mês de maio.

A ideia é que a HD 300 seja uma “irmã” mais refinada para a Citycom 300i. Ambas são projetos da taiwanesa SYM, da mesma forma que outros modelos que a Dafra produz no Brasil. As diferenças estão no formato da moto em si, que na HD 300 permite um espaço para carga 27% maior embaixo do banco (38 litros, no total). Ela também é 10 kg mais leve que a Citycom, chegando aos 166 kg, e virá com ABS de série (na Citycom o sistema é opcional).

O motor é o mesmo: um monocilíndrico de 278,3 cm³, arrefecido a líquido, capaz de entregar 27 cv.  O preço ainda não foi definido, mas deverá ficar um pouco acima dos R$ 17.500 da Citycom. (Dalmo Hernandes)

 

Novo Nissan Z poderá ter visual retrô e motor de 500 cv

Enquanto muitos entusiastas ficam reclamando da dominação dos SUVs e do fim dos carros esportivos à moda antiga, o mundo não para de girar. A Nissan, por exemplo, enfim vai dar um sucessor ao 370Z, que em 2020 completa 13 anos de fabricação – e, pelo visto, ele será ainda mais old school que o atual modelo.

De acordo com os americanos do Autoblog, que conversou com várias concessionárias lá fora, o novo Z provavelmente terá um design inspirado nos Z do passado, com direito a faróis circulares e uma grade retangular, exatamente como era na primeira geração. A traseira, por outro lado, terá lanternas que remetem ao Nissan 300ZX da década de 1990. Uma mistura interessante, imaginamos. A silhueta lateral, porém, não deve se afastar muito do atual 370Z.

Segundo as mesmas concessionárias, o motor deverá ser o V6 biturbo já usado pela Infiniti, de três litros. Atualmente ele desenvolve 406 cv e 48,3 kgfm de torque. Notícia ruim: com isto, é provavel que o novo Nissan Z ganhe inicialmente apenas um câmbio automático de nove marchas, embora a fabricante não descarte uma caixa manual mais adiante.

A publicação ainda afirma que existe a possibilidade de uma versão Nismo com “mais de 500 cv”, mas diz que este palpite é mais especulativo que as outras informações. De todo modo, considerando o ciclo de vida longo dos modelos Z, é provavel que a Nissan deixe, propositalmente, espaço para melhorias futuras. Sinceramente, só o fato estarmos próximos de ganhar um novo Z-car já merece comemoração. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Chrysler Viper GTS-R: a primeira versão de corrida do ícone da Dodge nos anos 90

Dalmo Hernandes

Mini terá nova versão JCW GP, McLaren anuncia 720S Spider, Suzuki Jimny ganha kit “Mini Classe G” e mais!

Leonardo Contesini

Uma breve história de (quase) todos os hot hatches da Peugeot

Dalmo Hernandes