A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Notícias

Dois nomes e um carro: este é o novo Volkswagen Teramont (mas pode chamar de Atlas, se quiser)

Este é o novo SUV de sete lugares da Volkswagen. Você talvez lembre dele como Teramont, que é o nome que a imprensa de todo o mundo pensava que seria usado, mas a marca decidiu batizá-lo de Atlas nos EUA e manteve o nome Teramont exclusivo para a China.

Embora seja o que os americanos chamam de “three-row SUV”, ou SUV de três fileiras de bancos, e seja o maior SUV da marca (com 5,03 m de comprimento e 1,76 m de altura), ele não será o topo-de-linha da Volkswagen. Em vez disso, ele será posicionado entre o Tiguan e o Touareg.

VW-Atlas-19

Por esse motivo também ele terá uma oferta de motores intermediária: sua versão de entrada terá um 2.0 TSI de 241 cv e a versão topo-de-linha terá um V6 de 3,6 litros e 285 cv, ambas equipadas com um câmbio automático de oito marchas. O 2.0 será oferecido somente com tração dianteira, enquanto o V6 poderá ser equipado com tração dianteira ou com o sistema 4Motion de tração integral. Com tração nas quatro rodas, o Atlas também terá modos de condução diferentes selecionáveis pelo motorista.

Volkswagen_Atlas_8

O destaque do Atlas, contudo, é seu espaço interno, que promete levar até sete adultos sem aperto e ainda com algum espaço para bagagem. A abordagem é semelhante à do Land Rover Discovery, que é maior que o Range Rover, porém menos luxuoso, e tem como principal argumento de vendas o espaço interno.

VW-Atlas-18

 

Por isso, por dentro o Atlas não é tão luxuoso quanto o Touareg — ele está mais próximo do Tiguan —, mas traz uma série de itens de conforto, conveniência e tecnologias condizentes com um SUV de 2017. O painel, por exemplo, usa um quadro de instrumentos digital, semelhante ao Virtual Cockpit da Audi, enquanto o sistema multimídia é compatível com Apple CarPlay, Android Auto, Mirror Link e fala através de um sistema de aúdio da Fender, com 12 alto-falantes e 480W.

Volkswagen_Atlas_7

O pacote de assistências eletrônicas também é algo esperado para um carro de seu segmento: sistema de frenagem automática de emergência, alerta de risco de colisão traseira, monitor de pontos cegos, alerta de mudança involuntária de faixa e um inédito sistema de frenagem pós-colisão, que evita que o carro continue andando após colidir contra algum objeto ou pedestre, minimizando os danos do acidente.

Volkswagen_Atlas_4

A Volkswagen ainda não falou em preços ou sobre os mercados em que o Atlas será oferecido. Tudo o que se sabe até agora é que ele será produzido nos EUA e na China, por isso é provável que seja oferecido somente nestes países e no Canadá. Teremos mais informações quando o modelo for apresentado ao público no Salão de Los Angeles, em novembro.

Matérias relacionadas

O que sabemos sobre o Hyundai Creta brasileiro até agora

Leonardo Contesini

VR6 turbo de 650 cv: este é o Golf R30 HPerformance

Dalmo Hernandes

1.500 cv, 200 mkgf e 0-400 km/h em vinte segundos: Koenigsegg Regera provoca o Bugatti Chiron em Genebra

Dalmo Hernandes