A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Trânsito & Infraestrutura

E se a pandemia revolucionasse a mobilidade?

A imagem do médico da peste negra — capa longa, chapéu medieval e máscara bicuda com olhos de vidro —, tornou-se uma espécie de ícone macabro da cultura pop moderna, com seu visual sombrio e perturbador.  A estética conhecida atualmente, contudo, é uma invenção recente: nas máscaras originais o bico está mais para uma tromba, o couro não é tingido de preto, os olhos são afastados como os de um pato mal-desenhado. São simplesmente toscas como a tecnologia da época. Mas havia uma boa razão para serem bicudas: na época acreditava-se que a peste era transmitida pelos vapores que causavam o mau-cheiro, então os médicos colocavam extratos de ervas e flores na máscara. Para permitir a circulação da respiração, ela tinha esse compartimento alongado, que, no fim das contas, parecia um bico. Ou uma tromba. ...

Matérias relacionadas

Cinco mitos sobre as reduções de limites de velocidade

Leonardo Contesini

Redução de velocidade nas marginais de SP seria por segurança e fluidez… Será?

Gustavo Henrique Ruffo

Mais da metade das rodovias brasileiras estão mal conservadas

Leonardo Contesini