A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas

E se o coronavírus acabasse com o carro elétrico?

Vejam só como os tempos de crise chacoalham o mundo e alteram nossa realidade da noite para o dia: ao mesmo tempo em que o mundo está se adequando para continuar girando apesar do isolamento necessário para conter a pandemia do coronavírus, a Rússia e a Arábia Saudita seguem brigando pelo preço do petróleo e o negócio chegou a US$ 22, sua menor marca em vinte anos. Aos nossos olhos acostumados à rotina e à ordem estabelecida das coisas, isso significa apenas que vamos pagar um pouco menos na gasolina daqui a algumas semanas. Mas a ordem das coisas está brevemente fora do lugar. Não estamos mais acordando todas as manhãs para ir ao trabalho — o trabalho agora está em casa. Nossos filhos também não vão à escola pois estão estudando em casa — exatamente um ano depois de a discussão sobre a educação domiciliar dividir opiniões no Brasil. Governadores e prefeitos parecem ter finalmente descoberto que não precisavam amontoar os cidadãos nas repartições públicas para corrigi

Matérias relacionadas

O carro popular já cumpriu seu papel. Nós é que não cumprimos o nosso

Leonardo Contesini

Carros flex: como calcular qual combustível é mais vantajoso?

Gustavo Henrique Ruffo

Por que só os argentinos ficam com os carros legais?

Leonardo Contesini