FlatOut!
Image default
História

F1000 x Chevrolet série 20: qual era a melhor picape brasileira dos anos 1980?


Ao fim dos anos 1970 e no início dos 1980, como dissemos na matéria anterior, o panorama das picapes grandes no Brasil ia mudar drasticamente. Primeiro, o advento de picapes pequenas como a Fiat de 1978, e a Pampa de 1982, seguidas pela Saveiro e Chevy 500. A Pampa por exemplo podia levar 600 kg de carga; perigosamente perto, por exemplo, da F100-4, que podia carregar 660 kg, bebendo mais gasolina e andando menos que a picapinha da mesma marca derivada do Corcel II. A Picape Dodge D100 era passado já; restavam apenas a Chevrolet e a Ford competindo. Ambas as marcas americanas resolveriam este problema das picapes grandes da mesma forma: Diesel. O óleo Diesel era um combustível subsidiado; seu preço na bomba era 40% do preço da gasolina, o que já era uma clara vantagem. Some a isto o fato de que motores Diesel são bem mais econômicos em km/l que seus equivalentes a ciclo Otto, e se tem um pacote irresistível. Mas como era subsidiado aqui no Brasil, o Diesel vinha com restrições. Só podi