A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Felipe Massa na Stock Car em 2021, Lamborghini Huracán STO ganha teaser, Nissan pode vender sua parte da Mitsubishi e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Felipe Massa deve correr na Stock Car em 2021

A agenda de Felipe Massa para 2021 já está preenchida: o piloto correrá na Stock Car ano que vem pela equipe R.Mattheis, substituindo Pedro Cardoso, segundo os colegas do Motorsport.com. E, naturalmente, as fabricantes já estão disputando pela presença do ex-Fórmula 1.

A Toyota já experessou interesse em contratar Massa para pilotar o Corolla. Caso isto aconteça, ele terá a companhia de Rubens Barrichello, Nelsinho Piquet e Ricardo Zonta. Mas também há chances de que o piloto seja contratado pela Chevrolet para pilotar o Cruze.

Em 2018, Massa participou da Corrida de Duplas da Stock Car como convidado, dividindo o volante do Chevrolet com Cacá Bueno. Na ocasião ele chegou a declarar que não descartaria um ingresso na categoria, mas disse ao site Globo Esporte que aquele não era o momento – ele estava em negociação com a equipe Venturi para a Fórmula E, que disputou sem grandes resultados.

No momento Felipe Massa compete na Porsche Cup Endurance Series. O anúncio da R.Mattheis deve acontecer nos próximos dias.

 

Lamborghini Huracán STO ganha teaser

O Lamborghini Huracán ganhará sua versão mais radical em breve – o Huracán Super Trofeo Omologato, ou simplesmente STO. Desde o início do ano circulam na internet fotos do supercarro camuflado, exibindo carroceria alargada e novos componentes aerodinâmicos, e agora ele tem uma data de lançamento: 18 de novembro, quarta-feira.

Embora a Lamborghini não confirme oficialmente que se trata do Huracán STO, há alguns indícios. O teaser publicado pela fabricante em sua página oficial do Facebook mostra um Huracán coberto com uma capa, deixando ver os faróis acesos e os para-lamas maiores. E, inicialmente, trazia uma URL com final “STO_Fb” apontando para o link da transmissão ao vivo – atualmente com uma contagem regressiva. Agora a URL foi modificada, e diz “V10_fb”.

Como o nome diz, o Huracán STO deverá ser a versão de rua do Super Trofeo, fabricado pela Lamborghini para sua competição monomarca. Rumores falam que ele deverá usar o mesmo V10 5.2 de 648 cv do Huracán Evo, mas não será surpresa se a Lamborghini apresentar uma calibragem mais agressiva para o motor.

É um momento oportuno para um novo Huracán mais potente e mais rápido. O supercarro foi lançado em 2014, o que significa que provavelmente está na segunda metade de seu ciclo de vida – seu antecessor, o Gallardo, durou dez anos (entre 2004 e 2014). Se a tendência se mantiver, conheceremos o sucessor do Huracán em 2024.

 

 

Nissan pode vender sua parte da Mitsubishi

Uma das quatro maiores fabricantes do planeta, a aliança Renault-Nissan-Mitsubishi pode desmembrar-se em breve. Segundo apuração do site Bloomberg – que cita fontes anônimas – a Nissan está procurando um comprador para sua parte da Mitsubishi, que corresponde a 34% da fabricante. Uma das opções possíveis é a própria Mitsubishi Corporation, empresa de comércio internacional que faz parte do Mitsubishi Group é já possui 1/5 da Mitsubishi Motors.

Embora obviamente não seja confirmada, a negociação tem potencial para acabar com a Renault-Nissan-Mitsubishi, que realmente não está em seu melhor momento. A pandemia de coronavírus só agravou uma crise já instalada, cujo estopim foi o escândalo envolvendo o ex-CEO Carlos Ghosn e que trouxe perdas financeiras a todas as partes.

A Nissan, por exemplo, reportou um prejuízo de 671 bilhões de ienes (R$ 34,7 bilhões em conversão direta) para o ano fiscal de 2019 – o pior índice em 20 anos. E tudo indica que a situação vai se repetir em 2020, pois o prejuízo até agora já chegou aos 670 bilhões de ienes. A própria Mitsubishi, por sua vez, teve um prejuízo de 25,8 bilhões de ienes (R$ 1,3 bilhão) em 2019 e prevê que, em 2020, o prejuízo será de 360 bilhões de ienes (R$ 18,6 bilhões). E a Renault teve prejuízo recorde de € 7,29 bilhões (R$ 46 bilhões) apenas na primeira metade de 2020.

Obviamente a Renault-Nissan-Mitsubishi não comenta o caso – na verdade, em maio a aliança reforçou seu compromisso em explorar o potencial de suas três principais marcas da melhor forma possível, a fim de aumentar sua competitividade e lucratividade. Contudo, caso o Bloomberg esteja correto em suas apurações, as coisas podem mudar radicalmente nos próximos anos.

 

Jeep Wrangler com motor V8 é confirmado para 2021

Há alguns meses a Jeep apresentou o conceito Rubicon 392, um Wranger equipado com o V8 Hemi de 6,4 litros da Chrysler. Não demorou muito para que surgissem os primeiros boatos de que o conceito daria origem a uma versão de produção – e que pelo menos 30 protótipos já foram feitos, inclusive.

O novo Porsche 911 Turbo, Maserati Ghibli ganha versão elétrica, FCA e PSA se chamarão Stellantis e mais!

Agora, veio a confirmação: haverá mesmo um Wrangler com motor V8. A Jeep soltou um vídeo teaser em seu perfil no Instagram no qual não menciona a exata motorização, mas o ronco do motor deixa bem claro. A legenda diz: “Alguns conceitos são tão poderosos que invadem a realidade” – uma clara referência ao Rubicon 392. Também é informado que o modelo estará disponível em 2021.

Caso tenha exatamente a mesma motorização do conceito, o Wrangler com motor V8 terá 457 cv e 62,2 kgfm, tornando-se o jipe mais potente do mercado no momento. Mas não contamos com sua chegada ao Brasil – nem mesmo a versão a diesel do Wrangler é vendida por aqui ainda.

 

Porsche e Puma lançam tênis inspirados pelo 911 Turbo

A Porsche Design, em parceria com a Puma, lançou uma nova linha de tênis inspirados pelo Porsche 911 Turbo. Cada geração do lendário esportivo alemão ganhou um tênis correspondente.

O modelo Future Rider, que tem o estilo dos tênis de corrida clássicos, recebeu modelos inspirados nas gerações 930 (3.0 e 3.3), 964 e 993. Já o modelo Speedcat, que lembra mais uma sapatilha de pilotagem, tem versões inspiradas pelos 911 Turbo arrefecidos a água, ou seja, 996, 997, 991 e 992. No total, são oito modelos diferentes de tênis, todos produzidos em quantidade limitada – 500 pares de cada modelo, incluindo todas as numerações, globalmente.

A página de pré-venda está no site da Porsche Design. Mas há um twist – a página tem uma contagem regressiva para o início das reservas. Assim que o a contagem zerar, um botão para a compra ficará disponível abaixo de cada modelo por 2,7 segundos – exatamente o tempo que o Porsche 911 Turbo S 992 leva para ir de zero a 100 km/h.

O preço é um só para qualquer um dos modelos: US$ 150, ou cerca deR$ 816 em conversão direta.

Matérias relacionadas

Spa-Francorchamps: a história e a evolução do circuito do GP da Bélgica

Leonardo Contesini

Afinal, porque as arrancadas são disputadas no quarto-de-milha?

Dalmo Hernandes

Os melhores hot hatches do universo: Honda Civic Type R

Dalmo Hernandes