A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Fiat Lingotto e Palacio Chrysler: as fábricas que tinham um circuito oval no telhado

Toda vez que ouço ou leio a expressão "curva parabólica", logo me vem à mente o antigo traçado de Monza. Mas há alguns anos descobri que esta não é a única parabólica famosa da Itália. Na mesma época em que o autodromo nazionale foi inaugurado, a Fiat estava construindo sua fábrica de Lingotto. Essa nova fábrica trazia duas novidades: uma linha de produção ascendente e uma pista de testes no telhado do prédio! Sim: uma pista de testes no telhado. Quando a Primeira Guerra Mundial finalmente acabou, a Fiat retomou a fabricação de automóveis, detendo 80% do mercado interno. Fora uma breve revolta comunista entre os funcionários no ano de 1921, tudo seguia muito bem e a empresa estava pronta para voltar a crescer. Assim, a Fiat encomendou ao engenheiro Giacomo Mattè-Trucco o projeto de uma nova fábrica que se tornaria o símbolo da indústria italiana e a maior fábrica de automóveis do mundo. A obra ficou pronta em em 1923 e tinha cinco andares e uma pista de testes simple

Matérias relacionadas

Os 125 anos da Mercedes no Automobilismo | Parte 1

Leonardo Contesini

R63 AMG: quando a Mercedes tentou fazer uma minivan esportiva – e fracassou miseravelmente

Leonardo Contesini

Fumaça preta: esta perua Mercedes-Benz W123 de drift é o melhor de dois mundos totalmente opostos

Dalmo Hernandes