FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ford pode voltar a Le Mans, as cidades mais congestionadas do mundo, preparadora Oettinger chega ao Brasil e mais!


Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Ford pode voltar a Le Mans

14

Na última vez que a Ford alinhou no circuito de La Sarthe para disputar as 24 Horas de Le Mans, ainda nos distantes anos 1960, eles dominaram a prova por quatro anos seguidos com os poderosos GT40. Agora eles podem voltar a Le Mans. A Ford, não o GT40. E não no jeito que a gente sonhava.

Segundo a revista RACER, a Ford está trabalhando em um programa para Le Mans, mas infelizmente, não será com o novo Mustang, nem com um prótótipo híbrido com motor V8, muito menos com um novo GT. Eles na verdade planejam disputar a LMP2, para competir com Honda e Nissan. A entrada da Ford na competição deve acontecer em 2017, quando a categoria passará a usar chassi único.

No fim das contas, não é uma má notícia. A LMP2 é altamente competitiva, e a Ford pretende usá-la como uma expansão de sua investida nos protótipos de Daytona. Se tudo der certo, quem sabe eles não se animam a investir um pouco mais para encarar a LMP1?

 

São Paulo e Rio de Janeiro estão entre as cidades mais congestionadas do mundo

congestionamento

A TomTom, fabricante holandesa de sistemas de navegação, divulgou um levantamento com as cidades mais congestionadas do mundo. Você ficaria surpreso em encontrar duas brasileiras na lista? Pois elas são Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo a lista da TomTom, a cidade mais congestionada do mundo é Moscou (Rússia), seguida por Istambul (Turquia). O Rio de Janeiro aparece em terceiro lugar, e São Paulo em quinto, logo atrás da Cidade do México. O levantamento usou dados de 2013, coletados de forma anônima pelos aparelhos da fabricante. Com os dados, a empresa consegue analisar o tempo de deslocamento nas cidades durante os horários de rush, e chegar a um percentual de aumento do trânsito em relação a esses horários. O Rio de Janeiro tem um aumento de 55% no tráfego nesses horários de pico, enquanto São Paulo o aumento fica em 46%.

Na prática, isso significa que um percurso normalmente feito em um hora, no horário de pico aumenta 59 minutos no Rio e 48 minutos em São Paulo.

 

Preparadora Oettinger chega ao Brasil

141921102

Fãs do grupo Volkswagen (ou VAG, como é conhecido no meio) uma ótima notícia: segundo a Folha de S. Paulo, a preparadora Oettinger, especializada em modelos Audi e Volkswagen acaba de desembarcar oficialmente no Brasil com uma loja em São Paulo. O primeiro programa de personalização oferecido por aqui será para o novo Golf GTI.

Os preços partem de R$ 19.500, cobrados para aumentar a potência dos 220 cv originais para 290 cv. Por mais R$ 26.900, você recebe o jogo de rodas e pneus de 19 polegadas, e o trabalho aerodinâmico sai outros R$ 13.500 — mesmo preço do sistema de escape. Um GTI zero km com todos os pacotes instalados pode chegar aos R$ 180.000, o que não parece um valor exagerado, considerando que a preparadora é uma das mais renomadas em Volkswagen e também oferece garantia de dois anos, incluindo carros seminovos. A preparadora irá oferecer outros modelos Volkswagen até o fim do ano.

 

Já viu um executivo da indústria automotiva fazendo um burnout com um muscle car?

Normalmente os CEOs das fabricantes apresentam seus novos modelos em Salões cheios de efeitos visuais, com algum tipo de entrada triunfal e muitas palavras bonitas de se ouvir. Mas como você apresentaria um muscle car americano de 717 cv feito para transformar borracha em fumaça?

Transformando borracha em fumaça, é claro! Foi exatamente isso o que o CEO da divisão SRT da Chrysler, Ralph Gilles, fez ao apresentar o Dodge Challenger Hellcat nos EUA. E ele ainda fez piada com o episódio: “Me desculpem. Esqueci de desligar o controle de tração”.

Hellyeah, Ralf! O mundo precisa de mais híbridos verdes como esse. E de mais CEOs como você.

Mercedes apresenta S65 AMG Coupe

Mercedes-Benz S 65 AMG Coupe´(BR 217), 2014

A Mercedes-Benz apresentou oficialmente o novo S65 AMG Coupe 2015. Como um típico Classe S AMG, sob o capô  está um V12 de seis litros, sobrealimentado por dois turbos com 630 cv e 101,8 mkgf de torque, que vão para as rodas traseiras moderados por um câmbio Speedshift de sete marchas.

Com esses números, o coupé de duas toneladas pode chegar aos 100 km/h na casa dos quatro segundos, e tem a velocidade máxima limitada em 300 km/h. Apesar dos números de esportivo, o S Coupe continua sendo um carro de luxo, e por isso usa uma versão especial do sistema Magic Body Control, que usa o Active Body Control (um sistema que compensa a rolagem da carroceria) e o Road Surface Scan (que “escaneia” a superfície da pista) e um terceiro sistema que permite que o carro se incline nas curvas “como um motociclista”, segundo a marca.

Mercedes-Benz S 65 AMG Coupe´(BR 217), 2014

No campo estético, as principais novidades são as rodas de 20 polegadas de 16 raios, elementos cromados, um splitter dianteiro e um difusor traseiro (também cromados). Por dentro, o S65 tem couro Nappa Designo (uma subdivisão da AMG especializada em interiores) e painel de instrumentos eletrônico de 12,2 polegadas.

Mercedes-Benz S 65 AMG Coupe´(BR 217), 2014

A Mercedes ainda não divulgou os preços, mas ele deve ficar próximo dos US$ 222.000 cobrados pelo S65 sedã, o que equivale a R$ 495.000 — sem impostos.

 

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como