A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Fórmula 1 adia início da temporada para maio, VW Nivus chega no segundo semestre, Fiat 500 irá manter motor a gasolina e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

GP da Austrália cancelado e GP do Bahrein e Vietnã adiados devido ao coronavírus

Como vimos ontem aqui mesmo no Zero a 300, a infecção de um membro da McLaren pelo coronavírus levou a equipe britânica a abandonar o GP da Austrália e trouxe um clima de incerteza sobre a realização do evento. Uma reunião emergencial foi realizada na noite de quinta-feira (12) decidiu que a prova seria mantida mesmo sem a McLaren e diante da objeção de dois dos principais pilotos do grid, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Contudo, na véspera das atividades de sexta-feira (13), pouco antes das 9:00 no horário local a organização finalmente decidiu cancelar a etapa.

No comunicado do cancelamento a Fórmula 1 também comunicou o adiamento dos GP do Bahrein e do Vietnã, e ainda anunciou que o campeonato deverá ser iniciado no fim de maio — provavelmente baseados nas estimativas médicas de redução do contágio — o que coloca em risco também os GP da Holanda e da Espanha. Como é impossível determinar um planejamento básico diante das incertezas da pandemia, a F1 fará anúncios regulares sobre a atualização da temporada.

Segundo infectologistas e gestores públicos de saúde, a pandemia deverá aumentar exponencialmente os novos casos de covid-19 nos próximos meses, ao menos até que as vacinas sejam concluídas e o controle de transmissão seja estabilizado. Estima-se que a pandemia deverá durar entre três e cinco meses, no pior cenário. (Leo Contesini)

 

Volkswagen Nivus terá nova central multimídia e chega no segundo semestre

A Volkswagen está preparando terreno para a chegada do Nivus, SUV compacto derivado do Polo para ocupar a posição abaixo do T-Cross. E, como todo lançamento importante, o VW Nivus está sendo revelado aos poucos através de teasers. Depois é só juntar as peças para saber como será o carro inteiro.

A bola da vez é a nova central multimídia da Volks, que fará sua estreia com o Nivus. Chamado VW Play, o sistema foi totalmente desenvolvido no Brasil em termos de programação e interface e, de acordo com a fabricante, será muito mais simples e intuitivo – e terá suporte a streaming e serviços online, podendo valer-se de uma conexão 4G Wi-Fi dedicada (embora isto ainda não tenha sido confirmado).

No teaser em vídeo, a VW ainda mostra o quadro de instrumentos digital Active Info Display e o novo emblema da Volkswagen, que também será usado pela primeira vez no Brasil com o Nivus.

Por fim, a Volkswagen avisa que o carro terá seu lançamento adiado – até agora, sabia-se que ele seria lançado em maio, mas agora a data prevista está em algum momento do segundo semestre, ainda sem precisão. (Dalmo Hernandes)

 

 

Chery Arrizo 5 2021 ganha mais torque e novo câmbio CVT

A Caoa anuncia, em pleno março de 2020, a linha 2021 do Chery Arrizo 5, seu sedã intermediário entre os segmentos compacto e médio.

O carro não tem atualizações estéticas, e sim mecânicas. Primeiro, uma reprogramação na ECU do motor de 1.5 turbo, que eleva o torque de 19,4 kgfm a 1.500 rpm para 21,4 kgfm a 1.750 rpm, mantendo a potência em 150 cv. A outra mudança é a adoção de uma nova transmissão CVT – a anterior tinha sete marchas simuladas, enquanto esta tem nove. De acordo com a Chery, o sedã fabricado em Jacareí (SP) agora ficou 11% mais econômico, além de ganhar mais desempenho em aceleração e retomada.

Fabricado em Jacareí-SP, o Arrizo 5 deve ficar mais eficiente energeticamente com as alterações. Visualmente, foram adicionadas novas rodas de liga leve diamantadas aro 17 polegadas. Além disso, as lanternas traseiras agora são de LED.

O Arrizo 5 é vendido em duas versões: RT, de R$ 74.590; e RTS, de R$ 83.590. A lista de equipamentos para 2021 agora inclui computador de bordo com tela colorida, alerta de fadiga e indicador de pressão dos pneus, lanternas traseiras de LED e, na versão RT, rodas de 17 polegadas. O Arrizo 5 RTS ainda oferece seis airbags (o RT tem apenas dois), controles de tração e estabilidade, teto solar elétrico e bancos de couro. (Dalmo Hernandes)

 

Rolls-Royce Dawn terá versão especial conversível de dois lugares

É inevitável olhar para estes teares do Rolls-Royce Dawn Silver Bullet e não pensar que ele foi uma resposta rápida ao Bentley Mulliner Bacalar, apresentado há quase duas semanas. Ele também tem apenas dois lugares, deck traseiro estilizado, materiais nobres e produção limitada a 50 unidades.

O que me faz pensar que ele é uma resposta rápida? O fato de seus teasers serem esboços artísticos. Porque, infelizmente, isso é tudo o que a Rolls-Royce divulgou até agora.

A Rolls também explicou que esta edição limitada é inspirada nos “fabulosos roadsters dos anos 1920” e tenta capturar “a atitude despreocupada daquela época em uma expressão ousada e contemporânea, voltada “aos inconformistas e hedonistas”. A marca destaca o chamado “Aero Cowling”, que “altera a personalidade do carro, fortalecendo a sensação de velocidade”. A cabine, por sua vez traz uma combinação moderna de materiais, com fibra de carbono no painel e túnel de transmissão com couro matelassado — acho que já vi algo assim em 2008…

Como disse anteriormente, o carro será limitado a 50 exemplares, mas ainda não teve seu preço anunciado — você sabe, se precisa perguntar, provavelmente não pode pagar. Além do carro, a Rolls-Royce também irá oferecer “viagens épicas” organizadas por ela própria para que o carro seja utilizado do jeito que foi planejado. (Leo Contesini)

 

Fiat 500 irá manter motor a combustão – mas somente na versão antiga

2019 Fiat 500 Urbana Edition

A Fiat apresentou na semana passada o 500e, a nova geração do modelo equipada com motor elétrico e que tem tudo para ser o próximo elétrico do Brasil. Nós, sinceramente, esperávamos o momento em que esta nova geração fosse ganhar um motor movido ao bom e velho suco de dinossauro, só que isso não vai acontecer. A Fiat confirmou ao site britânico Autocar que, para atender a demanda do modelo movido a gasolina, a geração antiga irá continuar em produção paralelamente ao novo elétrico.

Em entrevista ao site, o presidente da Fiat, Olivier François disse que esta estratégia irá funcionar devido à “bipolaridade” das vendas do 500, que tem bom desempenho nas versões de base e nas versões de topo. Agora, considerando que a geração antiga irá continuar em produção, nos perguntamos se a Fiat não poderia, no fim das contas, trazer o 500e de primeira geração para o Brasil em vez do novo 500e  — uma estratégia semelhante à da Volkswagen com o Golf GTE, ainda que o 500e de primeira geração seja um carro notadamente caro de se produzir.

Apesar de ser um produto desatualizado para EUA e Europa, ele ainda seria uma novidade tecnológica par ao Brasil, onde os híbridos e elétricos ainda são um nicho minúsculo, que só deve deslanchar em cinco ou dez anos. (Leo Contesini)

 

McLaren Elva ganha pintura retrô

Como se já não fosse exclusivo o suficiente, com 399 unidades planejadas, o McLaren Elva acaba de ganhar uma pintura especial, inspirada em um carro de corrida do passado.

O exemplar, batizado McLaren Elva M1A by MSO, foi customizado pela divisão MSO da fabricante (McLaren Special Operations) em homenagem ao carro que o próprio Bruce McLaren conduziu no Grande Prêmio do Canadá de 1964 – que, não por coincidência, se chamava McLaren-Elva M1A. O protótipo aberto era extremamente leve, com apenas 551 kg, e era movido por um V8 Oldsmobile de 4,5 litros. Na ocasião, Bruce McLaren conseguiu quebrar nada menos que sete vezes o recorde do circuito com ele.

A versão moderna, por assim dizer, traz acabamento em fibra de carbono exposta (em vez de pintura preta), com faixas brancas e frisos vermelhos, além do número 4 nas laterais e no capô. Por dentro, os bancos trazem revestimento em couro vermelho e preto. Simples, mas com bom gosto.

Mecanicamente o carro não muda: ele continua equipado com o V8 biturbo de quatro litros da McLaren, acertado para render 815 cv e 81,6 kgfm de torque – o que é o suficiente para levar a barchetta de zero a 100 km/h em menos de três segundos. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Gran Turismo na vida real: pegue uma carona no Pennzoil NISMO GT-R, campeão do JGTC em 1998 e 1999

Dalmo Hernandes

Toyota GT 86 pode não ter sucessor, o recall da Honda no Brasil, Nissan processada pela Panoz e mais!

Leonardo Contesini

Audi RS3 terá versão sedã, Ford lança Fiesta Sport no Brasil, Jeremy Clarkson de volta às telas da BBC e mais!

Leonardo Contesini