A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos

Garagem Volkswagen: conheça o acervo de clássicos e raridades da fabricante em mais de 120 fotos!

Por Luciano H. Gonzalez Jr.

Amigos FlatOuters, tudo bem com vocês? A convite do FlatOut, venho descrever como foi nossa visita ao Acervo da Volkswagen do Brasil.

Como alguns sabem, atuo na Engenharia de Protótipos e, tão logo soube do evento, que faz parte das comemorações dos 60 anos  da Planta Anchieta, entrei em contato com o pessoal de Imprensa, Marketing e Segurança Patrimonial a fim de levar nosso grupo “Família Quadrada VW” (do qual sou um dos administradores) e recebi o sinal verde de todos . Fechei nossa visita para 13/12 das 09:30 às 11:00.

Abri os convites ao grupo e as 40 vagas foram preenchidas em poucas horas. Eu já esperava isso mesmo porque o acervo é raramente aberto a pessoas de fora da fábrica e, ainda que tivesse apenas 20 dos 90 carros expostos, o grupo ficou eufórico — especialmente porque nosso administrador Gustavo Morais, que tem um bom relacionamento com os ex-designers da Volkswagen Luiz Alberto Veiga e José Novita Vicente Martins (Jota), estendeu o convite à dupla. Para a nossa felicidade, os dois aceitaram participar conosco do evento.

Eu conheço o acervo em sua totalidade e sonhava com esse dia, em poder falar a respeito destes carros e mostrar estas preciosidades aos entusiastas da marca. Começamos a contagem regressiva de semanas e os dias pareciam passar mais devagar.

Chegado o dia, nos encontramos em uma padaria onde costumo tomar café quase todos os dias em São Bernardo do Campo, logo atrás da VW, no bairro Terra Nova. A turma começou a chegar cedo (antes das 7:00!) e o show já começou ali com nossos carros, e posteriormente no estacionamento F da Planta Anchieta. Nossos Fotógrafos Michel Silva (@michelpropag) e Vinicius Ponciano (@071photocars) mandaram ver nos cliques:

Veiga entregando ao nosso amigo Fabio Alvarado a pintura encomendada de seu GTi 16v:

Ponto Alto da Visita: Duas gerações de Designers da VW juntos, Veiga e Jota:

Agora vamos conhecer os carros que fazem parte do acervo. Começando po reste Voyage GL 1.8 1995 Bege Urano.

Este Voyage é 0km e, convenhamos, não é todos os dias que podemos ver um Voyage com este acabamento Interno e neste estado.

Em seguida vem esta Parati GLS 1.8S 1994 Prata Lunar: veículo em ótimo estado de conservação, adquirido de particulares:

Esta Saveiro GL 1.8 Mi 1998 foi retirada direto da linha de montagem; é bonito de ver um modelo destes em perfeito estado de conservação, as Saveiro GII foram simplesmente dizimadas nas ruas:

Kombi STD 1961: uma Standard que foi completamente restaurada e customizada pela Engenharia de Protótipos da VWB. Eu próprio estive envolvido com a restauração e ela é o meu veículo preferido do acervo.

Na customização, ganhou para-brisa Safari, Motor 1600 com Injeção Eletrônica, Servo – Freio, Rack de Teto, Acabamento interno totalmente diferenciado e a pintura Saia e Blusa.

Mais uma Kombi: esta é uma STD 1.4 2013, a verdadeira Last Edition. Foi o último chassi EP022.526. Modelo 0Km retirado da linha diretamente para o acervo.

Mais um modelo adquirido de colecionador e restaurado pela VW: um TL 1600 TL 1972 Branco Lotus:

Outro adquirido e restaurado: VW 1600 4 Portas 1970 Vermelho Cereja, mais conhecido como “Zé do Caixão”:

Uma das maiores raridades do acervo: o SP1 1972 Platina. Esse carro é uma verdadeira raridade: foram fabricados apenas 88 unidades do SP1 que tinha 65cv SAE.

O público queria o SP2, que tinha motor de 1700cc de 75cv SAE, bancos de couro como opcional, console entre os bancos, termômetro de temperatura do óleo e amperímetro na região central do painel, luz de leitura na porta e alça no teto dolado do passageiro.

Esta Brasilia LS 1600 1981 Verde Turmalina foi retirada diretamente da linha de montagem para o acervo e nunca rodou fora da fábrica:

Esta Variant II 1980 Marrom Avelã foi o pontapé inicial do acervo VW. Foi o primeiro carro destinado a este espaço e foi retirado diretamente da linha de montagem, veículo 0Km:

Seis anos depois foi este Fusca 1600 1986 Vermelho Fênix, também retirado zero-quilômetro diretamente da linha de montagem para o acervo:

Como a maioria de vocês já deve saber, o Fusca voltou a ser produzido em 1993 afim de atender um pedido do então Presidente da República Itamar Franco que era fã do velho Sedan.

Para comemorar a retomada da produção , à VWB confiou à Sulam a construção de quatro FuscaCabriolet— um Azul Saturno, um Preto Universal, um Vermelho Sport e este Branco Star 1993. Estes eram equipados com VW 1600 arrefecidos à ar porém, com um carburador só e movidos à gasolina.

Abaixo Itamar Franco está desfilando em um dos cabriolet na Planta Anchieta em 1993, quando o Fusca voltou a ser produzido:

Mais um zero-quilômetro: Passat GTS Pointer 1988 Vermelho Tornado retirado diretamente da linha de montagem para o acervo. Um dos carros mais bonitos da coleção:

Um dos modelos mais desejados pelos fãs da Volkswagen: o Santana Executivo 1991 na rara cor Vermelho Colorado. Também foi retirado zero-quilômetro diretamente da linha de montagem para o acervo:

Sim: um Ford no acervo da Volkswagen. Coisas da Autolatina. Este Apollo GL 1.8 1992 também saiu da linha de produção diretamente para o acervo, mas este veio da Ford no Taboão:

Mais um fruto da Autolatina: Pointer GTi 1995 Verde Taiti. Também veio da linha de produção:

Chegando ao século 21 temos este Polo Hatch 1.6 2002 com o chassi *3P000001 — esse tanto de zeros antes do 1 significa que ele foi o primeiro Polo produzido em série. Saiu da linha de produção diretamente para o acervo.

Agora o modelo mais raro de todos: o protótipo do projeto BY: até a coluna B era basicamente um Gol de primeira geração, mas você  percebe que o arremate de solda entre as laterais externas e o teto é bem diferente (e melhor resolvido) que na família Gol:

Este projeto é do meio da década de 80, eu me lembro perfeitamente dos flagras feitos na época, primeiramente disfarçado (mula) com a parte superior externa da Parati encurtada e depois, já em sua forma definitiva.

Diferentemente da Família BX, o BY tinha o banco traseiro corrediço e tanque de combustível abaixo do banco traseiro:

A suspensão traseira utiliza o arranjo de eixo rígido, porém, também diferente da família BX. A caixa de estepe também era diferente do Gol, e ficava abaixo do porta-malas.

O motor montado nessa unidade é o AP 1600 movido à gasolina com 80cv ABNT:

Quem teve oportunidade de guiar esse carro dizia que ele possuía desempenho bastante satisfatório pois era muito leve (vamos pensar que um Gol 1000 pesava 890Kg, certamente o BY pesa menos que isso) e na versão à álcool, o AP 1600 de época desenvolvia nada menos que 90cv para estimados 800Kg.

Outra Preciosidade: Projeto VEMP (Veículo Militar Protótipo). Foi concebido na década de 1970 em cima de uma plataforma de Kombi encurtada e posteriormente modificada para participar de uma licitação do Exército Brasileiro.

Foram construídas apenas duas unidades, uma 4×4 (do acervo) e uma 4×2 que, segundo relatos, foi parar nas fazendas de Wolfgang Sauer.

Este modelo foi usado na fábrica por diversos anos, um pouco descaracterizado e com rodas de liga leve, puxavam “carretinhas” de peças com ele. Posteriormente, foi restaurado, instalado um Motor 1600 nele e daí em diante teve o descanso merecido, foi agregado ao Acervo.

Outro exemplar especialíssimo: Gol AB9 2002/2003 AP 1600 de Endurance: para mais uma vez comprovar a durabilidade do Gol, a VW submeteu entre os dias 07 à 15 de janeiro de 2003, três Gol de série a fim de bater o recorde de endurance; a equipe comandada pelo grande amigo e experiente piloto de testes Guilherme Sabino fez acontecer e os carros rodaram 5.000, 10.000 e 25.000Km sem problemas, parando apenas para troca de pilotos, pneus, óleo e abastecimento.

O feito foi realizado no Autódromo de Interlagos, foi homologado pela FIA e entrou para o Guinness Book. O carro do acervo foi o carro que cruzou os 25.000Km:

Finalizando, lá também estava um dos modelos mais recentes do acervo, o conceito do Gol GT apresentado no Salão do Automóvel:

Eu gostaria de agradecer primeiramente ao pessoal de imprensa da VWB (srta. Adrianne Loeschke e sr. Fernando Campoi) e ao marketing (sr. Rodrigo Purchio) por terem me concedido à permissão de levar parte do nosso grupo de entusiastas FAMÍLIA QUADRADA VW ao evento Garagem VW, e ao amigo Guilherme Sabino (os méritos da existência deste acervo, grande parte são dele). Foi muito gratificante para todos que estiveram lá. A imagem abaixo mostra o tamanho de nossa felicidade:

Um abraço!

Matérias relacionadas

É verdade que Henry Ford fez um carro de maconha?

Dalmo Hernandes

O ex-presidente da Ucrânia tinha uma bela coleção de carros

Dalmo Hernandes

Esta Honda Odyssey é uma minivan V6 turbo com mais de 1.000 cv

Dalmo Hernandes