A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Motos

Guia FlatOut: como regularizar uma motocicleta customizada?

Desde que comecei a andar de moto, no começo deste ano, meu interesse por tudo o que diz respeito às duas rodas aumentou exponencialmente. E isto, claro, inclui a customização – a ideia de deixar minha moto com a minha cara é bem interessante. E, a impressão que tenho é de que se tem muito mais liberdade criativa com uma moto – como se elas fossem mais modulares. Não é preciso muito para mudar radicalmente a aparência de uma moto, seja de acordo com um determinado estilo ou seguindo um projeto totalmente seu. Mas, perante à lei, o que você pode fazer com sua moto na hora de customizar? E o que você não pode fazer? Como eu também tinha estas dúvidas, fui atrás das respostas e agora compartilho-as com vocês, leitores do FlatOut que por acaso também tinham esta curiosidade e pretendem começar um projeto de customização sobre duas rodas no futuro.   Afinal, é permitido customizar uma motocicleta? Indo direto ao ponto: sim, é permitido – mas com ressalvas. Há ponto

Matérias relacionadas

Fúria em duas rodas: conheça a MTT Superbike Y2K, a moto movida a turbojato que passa dos 400 km/h

Dalmo Hernandes

Yamaha Niken, a moto de três rodas que pode ser vendida no Brasil

Dalmo Hernandes

Esta é a única moto de rua da Ferrari que existe no mundo

Dalmo Hernandes