A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Il Commendatore: a trajetória de Enzo Ferrari, dos Grand Prix aos carros mais rápidos do mundo – Parte 2

No post anterior falamos como Enzo Ferrari começou sua carreira no automobilismo – primeiro como piloto, depois como mecânico e diretor de equipe na Alfa Romeo. Acontece que Ferrari nunca foi do tipo de receber ordens, e as coisas sempre tinham que ser do jeito dele – e dizem até que esta foi uma das razões para que ele fosse demitido da Alfa Romeo, em 1939. Como já dissemos, a partir de 1929 a Alfa Romeo deixou sua equipe de fábrica aos cuidados da Scuderia Ferrari, fundada por Enzo, e responsável por preparar carros e contratar pilotos. A Scuderia era como uma divisão de competição da Alfa Romeo. Desempregado, Enzo decidiu retomar as rédeas de sua equipe. Seria a oportunidade perfeita para transformar a Scuderia Ferrari em sua própria companhia, mas uma das exigências da Alfa Romeo era que Enzo não usasse o próprio sobrenome em qualquer tipo de atividade relacionada a carros de corrida, fosse pilotando, construindo ou preparando. Ou seja: ele até poderia fundar uma nova equipe ou

Matérias relacionadas

Já imaginou como é o processo de compra de um Bugatti Chiron?

Dalmo Hernandes

Um Dodge Challenger, um baixo Rickenbacker e as montanhas de Los Angeles

Juliano Barata

Splinter, o supercarro de madeira com um V8 de sete litros e 600 cv

Dalmo Hernandes