FlatOut!
Image default
Zero a 300

O adeus a Jesse Koz e Shurastey | Peugeot 208 ganha motor Fiat 1.0 | o Lego da Ferrari SP3 e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Brasileiro que viajava de Fusca pelo mundo com seu labrador morreu em acidente nos EUA

Jesse Koz e Shurastey

Jesse Koz, o brasileiro que viajava com seu Fusca e seu cachorro golden retriever Shurastey, morreu em um acidente de trânsito no estado americano do Oregon, nesta última terça-feira (25).

Segundo um casal de amigos, que testemunhou o acidente, um carro à sua frente parou repentinamente para fazer uma conversão à esquerda e Jesse fez uma manobra de desvio, que resultou na colisão frontal com um SUV Ford Escape que vinha no sentido contrário. Jesse e seu cachorro morreram no local do acidente, e a motorista do SUV, uma americana de 62 anos chamada Eileen Huss, foi encaminhada ao hostpital local com ferimentos. A outra envolvida no acidente, uma criança que a acompanhava, não se machucou.

Jesse e seu cachorro Shurastey estavam viajando pela América desde 2017. A dupla saiu com o Fusca 1978 apelidado “Dodongo” de Florianópolis e seguiu até Ushuaia, na Argentina, a cidade mais austral do planeta. De lá, eles voltaram ao Brasil e fizeram uma viagem pelo país antes de se aventurar pela América Latina e seguir para os EUA.

A viagem teve de ser interrompida em 2020, quando a pandemia fechou a fronteira dos EUA com o México, mas Jesse, Shurastey e Dodongo voltaram à estrada em janeiro deste ano para, finalmente, entrar nos EUA, onde chegaram no início de fevereiro.

Desde então, Jesse, o cão e o carro, rodaram pelo país e estavam acampados no Oregon, de onde partiriam para o Canadá tendo como destino final o Alasca — o que completaria a cobertura do continente americano. Logo após o início da viagem, Jesse sofreu o acidente.

Durante sua pausa forçada no Brasil, Jesse concedeu algumas entrevistas, nas quais contou sobre seus planos e como a companhia do cachorro o ajudaram no caminho. Foram quatro anos de estrada, 17 países e mais de 85.000 km, que foram ilustrados em parte nas redes sociais e que dariam origem a um livro.

“Acho que se estivesse sozinho, sem o Shurastey, já teria parado, porque a parte emocional pega muito. Você não tem contato com outras pessoas, não conversa com ninguém e ele me dá esse suporte emocional. Fora que me abre portas: quebra o gelo e o medo das pessoas virem conversar, trocar uma ideia e perguntar sobre a viagem”, contou Jesse em entrevista ao blog Nossa Viagem do portal Uol.

Serão mais de 4 anos de viagem, vivendo dentro de um fusca. Considerava retornar por não estar viajando com um carro totalmente seguro. Agora, com a reforma e o Dodongo ficando mais confortável e oferecendo mais segurança, talvez eu ganhe um ânimo para viajar mais um pouco, antes de voltar ao Brasil para escrever um livro, descansar e planejar a próxima aventura”, completou, na mesma entrevista. Jesse e seu cachorro agora serão trazidos de volta ao Brasil pelos familiares e amigos. (Leo Contesini)

 

Peugeot 208 2023 terá versão mais barata com motor Fiat

O Peugeot 208 parece um sucesso já: mesmo lutando contra a incrível rejeição à marca aqui no Brasil no mercado de novos, o desenho extremamente feliz do exterior e do interior parece ter caído no gosto de todos.

E agora, mais uma boa notícia para os amantes do modelo. O carro terá para 2023 uma versão mais em conta, usando, ora vejam só, o motor Fiat 1.0 do Argo. Caso você por algum motivo tenha esquecido (são muitas marcas, acontece), ambas fazem parte do grupo Stellantis. Novas versões Like e Style serão vendidas com o motor 1.0 Firefly de 75 cv e 10,7 kgfm, por R$ 72.990 e R$ 79.990, respectivamente.

A opção mais barata do 208 era a Active 1.6, que saía por R$ 99.990, ou seja: uma boa diferença que certamente entrará dentro do orçamento de mais gente. A transmissão também vem da Fiat, claro: uma caixa manual de 5 marchas. Outra opção que não existia para o 208.

Os carros mais baratos virão de série com a central multimídia Peugeot Connect com tela de 10,3″, novidade da linha 2023, e com as luzes diurnas em LED na forma “dente de sabre”, item que equipava apenas as versões mais caras. Um lançamento deveras interessante, que deverá aumentar muito o apelo de um carro que sempre foi muito interessante. (MAO)

 

Hellucination: o Charger de Ralph Gilles, designer-chefe da Stellantis

Junte o desenho da carroceria do mais icônico Muscle car americano da história, o Dodge Charger de 1968 a 1970. A experiência e o talento de Ralph Gilles, o desenhista-chefe das marcas da Stellantis nos EUA. A SpeedKore, um especialista em criar carros inteiros em fibra de carbono. E finalmente o mais maluco crate engine já lançado, o V8 baseado no Hellcat/Demon que dá 1000 hp e atende pelo nome de Hellephant, acoplado a uma transmissão automática ZF de oito velocidades..

O resultado é o carro das fotos, que a Speedkore chama de “Hellucination”. Uma psicodélica alucinação móvel, um exagero técnico maravilhoso. E um Hot Rod moderno feito sem olhar o custo final.

O exterior é quase completamente revestido em fibra de carbono de trama aparente. O capô é uma unidade totalmente personalizada que a SpeedKore criou. Eles também construíram um assoalho de fibra de carbono e caixas de roda, de modo que a carroceria é praticamente toda no material.

Rodas HRE personalizadas, criadas exclusivamente para o carro, carregam seu nome.As dianteiras são de 19 polegadas, e na traseira, 20. Os pneus são Michelin Pilot Sport 4S, medindo 245/35ZR19 e 345/30ZR20, respectivamente.

Os freios são enormes discos Brembo de seis pistões, a suspensão dianteira é independente por duplo A da Detroit Speed, usando amortecedores e molas Penske Coil Over ajustável. Atrás, eixo rígido com 5-link.

O interior e o exterior, claro, são completamente redesenhados com a ajuda de Gilles. Um carro realmente especial, para uso deste cliente muito especial. Mas não pense que pagou por ele: é um projeto para mostrar a capacidade técnica da Speedkore e uma série de outras empresas. Os “patrocinadores” são: Brembo, Classic Instruments, Detroit Speed, BASF, HRE Wheels, MagnaFlow, Motul, KICKER Audio, iDIDIT. Você tem que pagar ao modificar seu poisé? Pois é. (MAO)

 

Lego Technic Ferrari Daytona SP3: um festival de detalhes incríveis

Enquanto as crianças se afastam cada vez mais do mundo real em suas brincadeiras, empresas antes de brinquedo para crianças mudam seu foco: a maioria dos brinquedos hoje em dia é vendida para gente com mais de 18 anos de idade. Sim, eles: os “adultos”.

Vejam este novo lançamento da Lego, um kit para montar uma Ferrari Daytona SP3. O modelo, em escala 1:8, é realmente incrível: 3.778 peças, 15 centímetros de altura, 59 centímetros de comprimento e 25 centímetros de largura. Como os outros kits Technic da Lego, o Ferrari Daytona SP3 é altamente detalhado por dentro e por fora. Mesmo.

Coisas como uma caixa de velocidades sequencial de 8 velocidades totalmente funcional. Um motor V12 com pistões móveis. Suspensões totalmente funcionais, discos de freio detalhados. As portas se abrem para um interior meticulosamente recriado, com até o logotipo da Ferrari no volante. “Nenhum detalhe foi esquecido”, disse Niels B. Christiansen, CEO do Lego Group.

O kit estará à venda em 1º de junho nas lojas Lego em todo o mundo antes de ser lançado para demais varejistas em 1º de agosto. Custará US $ 399,99 e a Lego recomenda o kit para pessoas com 18 anos ou mais. Um livro sobre a colaboração das empresas nesta empreitada também estará disponível; se chama: “Lego Technic Ferrari Daytona SP3: The Sense of Perfection”. Também estará à venda em 1º de junho por US$ 79,99. (MAO)

 

Este é o novo Pagani Huayra NC feito por encomenda

Enquanto o novo hipercarro da Pagani não dá as caras de forma oficial, a fábrica do “seo” Horacio continua ocupando espaços midiáticos com uma nova criação quase inédita. Quase, porque o carro a gente já conhece, é um Huayra como todos os que estão por aí desde 2011 (sim, já faz 11 anos…), mas é uma versão que não existia até que seu feliz proprietário mandou um Whats pro “seo” Horacio pedindo algo mais especial.

O resultado foi o NC, um Huayra (como é difícil digitar esse nome, meu São Cristóvão…) que combina fibra de carbono pintada de azul, fibra de carbono natural e elementos vermelhos e brancos. Ao que tudo indica o carro é baseado no Hhkhyara BC Roadster, o que significa que ele tem um V12 biturbo de 6 litros protegido pela bela cobertura de motor com arcobotantes atrás dos encostos de cabeça, porém com um scoop de teto, semelhante ao usado no Hyuniara Imola.

Por dentro, o Hiuoyra NC também tem o esquema de cores azul-vermelho-branco-carbono, com predomínio do azul nos bancos e colunas A. Aqui também há Alcantara preta com costuras vermelhas e uma manopla de câmbio de carbono azulado.

O motor, apesar de ser o mesmo do Hyuaraia BC roadster convencional, foi recalibrado para produzir 830 cv e 109,8 kgfm em vez dos 106,8 kgfm da versão de série. O câmbio também é o mesmo sequencial de sete marchas, ligado apenas às rodas traseiras. (Leo Contesini)

 


Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: 30% OFF na loja, acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$ 26,90 / mês

ou

Ganhe R$ 53,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. 15% OFF na loja, acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

R$ 14,90 / mês

ou

Ganhe R$ 29,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.