A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Justiça determina volta dos radares nas rodovias federais, Mustang ganha edição especial no Brasil, os crash-tests de Logan, Corolla e Sandero e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Justiça Federal no DF determina retorno dos radares em rodovias federais

A partir deste final de semana as rodovias federais poderão ser fiscalizadas por radares móveis e portáteis novamente. O juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, suspendeu a portaria do governo federal que proibia o uso destes aparelhos e determinou à Polícia Rodoviária Federal (PRF)  a retomada da fiscalização das rodovias federais com esse tipo de radar.

A decisão atendeu a um pedido do Ministério Público Federal e deu prazo de 72 horas para que a PRF tome “todas as providências parra reestabelecer integralmente a fiscalização eletrônica por meio de radares estáticos, móveis e portáteis nas rodovias federais”.

A decisão é temporária, porém está sujeita a recurso por parte do governo federal. Em agosto, o presidente Jair Bolsonaro enviou ao Ministério da Justiça ordem para que a PRF suspendesse a utilização dos radares para evitar “desvirtuamento do caráter educativo” e “a utilização meramente arrecadatória dos aparelhos”.

O juiz ainda determinou que o governo federal “se abstenha de praticar atos tendentes a suspender, parcial ou integralmente, o uso de radares estáticos, móveis e portáteis” — uma decisão curiosa, uma vez que o magistrado afirma que a proibição do governo federal foi feita sem embasamento técnico, ainda que a fiscalização que foi suspensa também fosse feita sem embasamento técnico.

Isso porque a resolução 396 do Conselho Nacional de Trânsito não estabelece critérios para que seja adotada a fiscalização, ficando a decisão ao cargo da autoridade de trânsito. Não é necessário, por exemplo, comprovar tecnicamente a necessidade de instalação de equipamento de fiscalização, mas exige-se a comprovação técnica para justificar a retirada. É por isso que locais sem histórico de acidentes ou mesmo com trânsito naturalmente calmo, receberam radares nos últimos anos

Além disso, a fiscalização por equipamentos móveis e portáteis tende a infringir as regras da resolução 396 do Contran, uma vez que exige-se distâncias mínimas e máximas de placas de sinalização de limite de velocidade e entre os equipamentos de medição de velocidade. Contudo, o equipamento móvel ou portáti não tem sua localização determinada por coordenada GPS obtida por equipamento inspecionado por órgão técnico credenciado, no caso o Inmetro — ela é apenas informada pelos agentes de forma declarada. Desta forma, o motorista não tem como se defender de eventuais irregularidades na fiscalização de trânsito referentes às distâncias mínimas e máximas. No caso dos radares estáticos e das lombadas eletrônicas, a autoridade de trânsito é obrigada a informar sua localização de instalação pela Lei de Acesso à Informação — fora o fato de a instalação dos radares estáticos ser documentada tecnicamente.

A decisão do juiz foi baseada no fato de a portaria da presidência ter sido enviada diretamente à PRF em vez de enviada ao Contran, que é o órgão responsável pela aprovação, complementação ou alteração dos dispositivos e equipamentos de trânsito.

Apesar do argumento de “proteção de vidas”, a própria PRF tem estatísticas que apontam a velocidade incompatível (baixa ou alta demais) como fator de causa de 11% dos acidentes. Além disso, comandantes de trânsito das polícias estaduais e federal já declararam em diferentes ocasiões que o radar é eficaz na redução dos acidente se ele for visível — algo que, infelizmente, não acontece com os móveis e portáteis. (LC)

 

Ford Mustang Black Shadow: série especial é apresentada no Brasil

A Ford revelou ontem (11) no Brasil o Mustang Black Shadow, que é uma série especial comemorativa em alusão aos 55 anos do pony car, completados em 2019. Mas há duas coisas inusitadas: o Black Shadow será vendido apenas em 2020, quando o Mustang fará 56 anos; e ele será a única versão do modelo disponível no Brasil, mesmo que seja chamado de “série especial”, com plaqueta e tudo. Mas isto tem explicação: o Mustang Black Shadow foi, de fato, uma série especial do cupê vendida na Europa em 2019 – a Ford, esperta, só resolveu reaproveitá-la no Brasil. O preço será de R$ 328.900 – um bom acréscimo em relação aos R$ 315.900 da tabela atual.

 

Estes detalhes à parte, trata-se de um pacote interessante: o Mustang Black Shadow tem as rodas de 19 polegadas pintadas de preto, com desenho exclusivo; faixas no capô; emblemas escurecidos e um elegante spoiler na tampa traseira. O interior, além da já citada plaqueta com os dizeres “MUSTANG – FIFTY FIVE YEARS”, vem com quadro de instrumentos digital e acabamento escurecido no interior. Outro detalhe: apesar do nome, o Mustang Black Shadow não será vendido apenas em preto, mas em outras nove opções de cores, incluindo branco, cinza, prata, laranja, vermelho, azul e verde – algumas com mais de uma tonalidade.

O conjunto mecânico é exatamente o mesmo. Ou seja: motor V8 Coyote de cinco litros com 466 cv e 56,7 kgfm de torque, dotado de comando duplo variável nos cabeçotes (tanto nas válvulas de admissão quanto nas de escape) e injeção dupla; e câmbio de dupla embreagem e dez marchas. É o bastante para ir de zero a 100 km/h em 4,3 segundos. (DH)

 

Novo Peugeot 208 ganha hotsite no Brasil

A Peugeot brasileira acaba de divulgar mais uma novidade em relação ao novo 208, que tem chegada confirmada para o segundo semestre 2020: o hotsite do hatchback. Não dissemos que era uma grande novidade.

Mas não espere algum conteúdo especial, com imagens e informações interessantes – o que seria legal, porque o novo 208 tem um belo design, nova plataforma e pode ser um sucesso, se for bem explorado. Não: a página só traz uma foto do carro e um formulário, para que potenciais clientes coloquem seus dados e possam manter-se informados.

As informações básicas sobre o novo 208 brasileiro são conhecidas: ele será produzido na Argentina e deverá ser posicionado em um segmento superior ao atual 208, que permanecerá à venda como modelo de entrada da marca – prática já consolidada no nosso mercado, aliás. A nova geração será concorrente de modelos como o VW Polo, o Toyota Yaris e o novo Chevrolet Onix. Assim, esperamos que ele só venha com o motor 1.2 turbo de três cilindros, com injeção direta de combustível, 130 cv e 20,4 kgfm de torque, acoplado a um câmbio automático de seis ou oito marchas (este último mais improvável, mas não implausível). (DH)

 

Novo trailer de “Ghostbusters – Mais Além” traz o Ecto-1 de volta

Depois do fracasso de crítica que foi o reboot de “Os Caça-Fantasmas” em 2016, Dan Aykroyd, roteirista e um dos protagonistas dos dois primeiros filmes, decidiu voltar às origens com “Ghostbusters – Mais Além” (Ghostbusters: Afterlife), sequência direta que tem estreia marcada para o ano que vem. O filme trará os três Caça-Fantasmas originais, Bill Murray, Ernie Hudson e o próprio Dan Ayrkroyd; além Paul Rudd (“Homem-Formiga”) e Finn Wolfhard (o Mike de Stranger Things) em papéis de destaque.

O que importa para nós, porém, é a volta do Ecto-1, que aparentemente será encontrado por três novos Caça-Fantasmas em um celeiro abandonado. O Cadillac 1959 está todo detonado, mas funcionando perfeitamente – e, se os produtores do filme forem generosos, finalmente as funcionalidades especiais do carro (como a suposta capacidade de teleportar-se para outras dimensões) serão exploradas em cena. (DH)

 

Porsche Taycan já tem mais de 30.000 reservas na Europa

Parece que a concorrência à Tesla finalmente deu as caras: o Porsche Taycan já teve 30.000 reservas de 2.500 euros desde que foi anunciado. De acordo com o próprio CEO da Porsche, Oliver Blume, um terço destes potenciais compradores já formalizaram o pedido de compra, algo que superou a expectativa da fabricante, de forma que já há uma lista de espera para receber o Porsche elétrico.

O motivo ficou evidente no vídeo que publicamos ontem em nosso canal do YouTube (acima) e também quando se considera o conjunto da obra: estamos falando de um Porsche de 761 cv — tanto faz se elétricos ou não — capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 2,8 segundos e de zero a 200 km/h em 9,8 segundos, além de chegar aos 260 km/h e rodar até 410 km.

Além do Taycan regular, a Porsche também já prepara o Taycan Sport Turismo, a versão perua do modelo, que apareceu recentemente em testes com menos disfarces, indicando que sua chegada deve acontecer ainda em 2020. (LC)

 

Toyota Corolla e HB20 mantém bons resultados em novo teste do Latin NCAP, mas Renault Sandero e Logan decepcionam

O instituto Latin NCAP soltou os resultados de mais uma bateria de testes de impacto nessa quarta (11), os modelos avaliados foram o Toyota Corolla, o Hyundai HB20, os Renault Logan fabricados no Brasil, na Argentina e na Colômbia e o Peugeot 301, que não é vendido no Brasil. Começando pelo Corolla, a nova geração do sedã médio manteve as cinco estrelas tanto para adultos quanto para crianças, a novidade foi o acréscimo de dois selos Latin NCAP Advanced Awards por conta da frenagem autônoma de emergência.

O Hyundai HB20 também manteve o resultado da geração anterior, que foi avaliada em 2013, com quatro estrelas para adultos e três para crianças. Entretanto a metodologia mudou e a geração nova possui pontuação maior, para adultos foram 22,53 pontos ante 13,8 do modelo 2013. O HB20 vem com airbags dianteiros apenas e isso impediu que conseguisse nota maior.

A nota para crianças diminuiu de 34,52 pontos para 29,64, o dummy de três anos sofreu movimento excessivo da cabeça para a frente causado por um descolamento no encosto do banco traseiro. O Fabricante diz estar trabalhando nisso. O novo HB20 conta com controle de estabilidade e o sistema atuou dentro dos requisitos do instituto.

A polêmica desse teste ficou com o trio Sandero, Logan e Stepway. As versões produzidas no Brasil e Argentina possuem airbag lateral diferente do usado no modelo colombiano, o carro do Mercosul usa uma bolsa menor de 18 litros enquanto o feito na Colômbia usa bolsa com 22 litros de volume. O formato também é diferente, as bolsa usada no modelo colombiano tem formato maia anatômico e protege melhor a cabeça e o tórax.

O Logan colombiano levou vantagem também nos bancos, que apresentam estrutura mais robusta. Esse banco é o mesmo usado pelos carros da Dacia vendidos na Europa, enquanto o modelo fabricado no Mercosul usa de fornecedores locais. A última diferença entre os modelos foi a maior intrusão estrutural no teste de impacto lateral nos carros do Mercosul, o Latin NCAP diz que isso pode ser causado por diferenças de material e processos de fabricação. Apesar das diferenças, todos os modelos da linha Sandero, Logan e Stepway receberam uma estrela na proteção para adultos e quatro para crianças.

Após o teste a Renault adicionou imediatamente aos carros atualização do sistema de distribuição de airbags e um dispositivo de absorção de energia para a pelve, que também afasta o dummy do impacto com a porta. Um novo teste foi realizado e a proteção em impactos laterais melhorou mas ainda não é o ideal segundo o instituto. A nota para adultos subiu para três estrelas e é valida apenas nos modelos fabricados no Brasil a partir do dia 10 de dezembro, feitos na Argentina a partir de 03 de dezembro e na Colômbia a partir de 18 de julho. (ER)

 

Koenigsegg divulga primeiro vídeo do motor do Jesko em funcionamento

A Koenigsegg manteve em silêncio sobre o status de seu novo carro, o Jesko, nessa semana o fabricante sueco soltou um vídeo de um protótipo do carro dando partida e revelando o ronco do V8 de 1.625 cv. Esse á a primeira vez que o motor foi gravado em funcionamento, o processo foi supervisionado pelo Jesko Koenigsegg, pai de Christian Von Koenigsegg.

O Koenigsegg Jesko será o substituto do Agera RS e pretende tomar o posto de carro mais rápido do mundo do Bugatti Chiron Super Sport 300+. O Motor V8 de 5 litros é projetado pela Koenigsegg, ele é sobrealimentado com dois turbocompressores e com etanol E85 produz 1.625 cv, com gasolina comum a potência é reduzida para “apenas” 1.298 cv. (ER)

 

Hyundai i30 é convocado para recall de airbags com abertura involuntária

A Hyundai-Caoa está convocando unidades do i30 de primeira geração fabricados entre 2007 e 2012 para um recall. Foram identificadas falhas no na unidade de controle dos airbags dianteiros, que podem causar deflagração involuntária dos airbags após impactos na parte inferior do carro. Isso pode causar acidentes ou ferir o motorista e o passageiro.

O reparo consiste em uma atualização do software no módulo de controle dos airbags. O agendamento pode ser feito através de telefone ou pelo site da marca. A Hyundai recomenda que os motoristas trafeguem com atenção em vias com piso irregular e evita causar impactos em valetas, buracos e quebra-molas. Os carros envolvidos são fabricados entre 25 de abril de 2007 e 27 de abril de 2012, com numeração de chassis de 7U000322 a CU397473. (ER)

Matérias relacionadas

De onde surgiu o revestimento xadrez do Golf GTI (e de um monte de outros esportivos)?

Dalmo Hernandes

Este Subaru Forester “STI” com motor 2.5 de 340 cv está à venda

Dalmo Hernandes

Vários Fuscas diferentes – entre originais e customizados – e mais novidades no GT40

Dalmo Hernandes