A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos História

La Principessa: monoposto Fiat Abarth com motor 1.0 correu a 200 km/h por 12 horas – há quase 50 anos!

A década de 2010 será lembrada pela ascensão dos motores 1.0 — temos tricilíndricos naturalmente aspirados com mais de 80 cv que, quando sobrealimentados, entregam mais de 100 cv e até encaram esportivos maiores. Agora, bem provável que ninguém imaginasse uma coisa dessas em 1960, quando o cara aí em cima foi apresentado. Dotado de um motor 1.0 com comando duplo no cabeçote e 105 cv (sem turbo!), o Fiat-Abarth Monoposto quebrou nada menos que oito recordes de velocidade na década de 1960. Além disso, é absurdamente bonito, não? Bem, a verdade é que, apesar de ter sido desenvolvido pela Fiat com a ajuda da Abarth, o Fiat-Abarth 1000 Bialbero Monoposto (também conhecido como La Principessa, que significa "A Princesa", em italiano), teve a carroceria de alumínio desenhada e construída pelo estúdio Pininfarina — que, como você deve saber, é a responsável pelas mais belas Ferrari de todos os tempos. Isto explicas suas formas sensuais. Acontece que a beleza do Fiat-Abarth Mono

Matérias relacionadas

Subaru Impreza STI 22B: a história do mais lendário dos WRX

Dalmo Hernandes

Como o piloto de testes da Bugatti bateu um Veyron a 400 km/h no circuito de Nardò

Leonardo Contesini

Chrysler está destruindo 93 unidades raras do Dodge Viper e não há chances de salvá-las

Leonardo Contesini