FlatOut!
Image default
Motos

Monster: a Ducati que mudou tudo


“O objetivo do artista é a criação do belo. Já o que constitui algo belo é outra questão bem diferente.” – James Joyce Já foi dito que a Ducati Monster é a “mais importante motocicleta desde a Honda Cub”. Sim, o Honda Cub motorizou o transporte para milhões de pessoas mundo afora, e em comparação direta pouco mais de 300 mil Monsters foram produzidas até hoje. Mas certamente a Monster mudou o jeito que se via a motocicleta, quando foi lançada. Não há dúvida que foi a salvadora da famosa marca do subúrbio bolonhês de Borgo Panigale, a Ducati. Parou um processo de decadência financeira e proveu caixa para colocá-la num caminho de sucesso que depois nunca mais abandonou. Em 1999, um modelo da linha Monster foi a moto mais vendida na Itália, a primeira vez que a Ducati conseguiu algo assim. Por muitos anos representou mais de 70% das vendas da marca. Quando em 2001 apareceu a versão S4, com o motor refrigerado a ar da 916, iniciou uma categoria nova de supermotos sem care