A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Morre Sir Jack Brabham, tricampeão de Fórmula 1, aos 88 anos

O tricampeão de Fórmula 1 Sir Jack Brabham morreu hoje de manhã (19) em sua casa na Austrália. Ele tinha 88 anos e vinha combatendo há alguns anos uma grave doença nos rins.

Jack Brabham começou a correr na Austrália, onde nasceu em 1926, correndo com midgets em pistas de terra. Desde o início ele construía seus próprios carros e também os vendia para financiar sua carreira nas pistas. Mudou-se para o Reino Unido em 1955, e foi o primeiro piloto a conquistar um título com um carro de motor central-traseiro, o Cooper T51, em 1959, e o segundo tricampeão de Fórmula 1 na história (1959, 1960 e 1966) depois do argentino Juan Manuel Fangio. Entre seus maiores adversários, estiveram Fangio, Stirling Moss, Graham Hill e Jim Clark.

gbyejac (2)

Na frente, Jack Brabham de Mustang. Atrás, Jim Clark de Lotus Cortina

Seu último título é considerado o mais importante de todos, pois foi em 1966 que Jack Brabham se tornou o único piloto na história a ganhar um campeonato ao volante de um carro que ele mesmo construiu, o Brabham BT19, que usava um motor V8 Repco, vencendo quatro das nove corridas da temporada.

E que tal uma disputa de 4 voltas entre Brabham e Fangio em Bathurst, na Austrália?

Jack Brabham deixou as pistas em 1970 e voltou para a Austrália. Ele dizia que não queria sair da Inglaterra, mas sua primeira esposa, Betty, queria que seus filhos crescessem longe das pistas. Em 1978, ele foi condecorado cavaleiro do império britânico por serviços ao automobilismo, tornando-se Sir Jack Brabham.

As esperanças de Betty foram frustradas: os três filhos de Brabham, Geoff, Gary e David, se tornaram pilotos, dois deles na Fórmula 1 — David, o único ainda ativo, foi companheiro de equipe de Roland Ratzenberger na Simtek. Agora, seus netos competem em categorias de monopostos — Matthew Brabham, de 20 anos, está seguindo os passos do avô: começou a correr com midgets na Austrália aos sete anos e disputa a Indy Lights nos EUA.

gbyejac (3)

Jack Brabham era o ídolo de Nelson Piquet — o tricampeão brasileiro foi inspirado por ele a construir e pilotar seus próprios carros. E, mesmo (muito) depois de aposentado, nunca deixou de correr. A foto que abre este post mostra Brabham sentado no BT19, sendo cumprimentado por Sir Stirling Moss antes de uma corrida histórica em Goodwood, em 2004 — aos 78 anos, no carro que ele mesmo construiu, pronto para mais uma corrida!

Para encerrar, fiquem com este documentário, The Fantastic Year, que conta a história da temporada de 1966. Produzido pela Repco, conta com riqueza de imagens e sons como foi que Brabham se juntou à fabricante de motores para conquistar aquele título.

 

É por estas e outras que Jack Brabham um dos nossos grandes heróis e um dos maiores pilotos de todos os tempos. Vá em paz, mate!

Matérias relacionadas

O pai do mítico 426 Hemi se foi: veja a história de Tom Hoover – e ouça o ronco de sua criação!

Gustavo Henrique Ruffo

Uma Ferrari 348 stanced seria… arte?

Dalmo Hernandes

Fiat Isotta-Fraschini 1905: o insano foguete de 1905 com motor de 16 litros, 250 cv e 415 mkgf de torque

Dalmo Hernandes