A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Técnica

O criativo (e bizarro) motor “V8 de seis cilindros” da Jaguar Land Rover

Uma das abordagens consagradas para redução de custos de produção de um carro é o desenvolvimento de uma família de motores "modulares". Esse tipo de projeto permite que diferentes configurações de cilindros e deslocamento compartilhem a mesma linha de produção — a modularidade se refere ao ferramental, e não ao motor em si. O exemplo mais conhecido de motor modular é o lendário V6 da Buick. Lançado em 1961, ele foi o primeiro V6 usado em um carro americano, e foi produzido até 2008 por todas as marcas da General Motors, incluindo a Holden. Sua característica mais marcante era o ângulo de 90º entre as bancadas de cilindros, uma configuração incomum para motores de seis cilindros porque resulta em tempos de combustão aos 90º e aos 150º do virabrequim, em vez de 120º como nos V6 com ângulo de 60º entre as bancadas. Essa configuração era uma herança do V8 Buick do qual foi derivado. Os V8 têm idealmente 90º entre as bancadas de cilindros, alternando os tempos de combustão

Matérias relacionadas

Al Ain Class: a concessionária mais inacreditável do mundo fica em Dubai, claro

Dalmo Hernandes

Dezenas de supercarros, uma pista de pouso e motores berrando no VMax 200

Dalmo Hernandes

Os carros italianos mais emblemáticos da história – parte 2

Dalmo Hernandes