FlatOut!
Image default
Car Culture

O fim do Honda Civic Si, nova Suzuki Hayabusa é revelada, Renault Duster se despede do Ford EcoSport e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Honda Civic Si deixa de ser vendido no Brasil

 

A Honda já havia anunciado globalmente o fim do Honda Civic cupê, incluindo o Si, em julho de 2020. No mesmo mês, a Honda trouxe para o Brasil o último lote de unidades do esportivo – que já foram todas vendidas. Agora, com o fim da produção do carro na fábrica da Honda em Alliston, no Canadá, o Si deixa de ser oferecido em todo o planeta, incluindo o Brasil.

Embora custasse R$ 189.000, o Civic Si era um dos esportivos mais acessíveis que se podia comprar no Brasil. Com seu fim, o que temos agora – além do Renault Sandero RS – são opções bem mais potentes e, claro, bem mais caras, passando facilmente dos R$ 300.000.

A atual geração do Civic, aliás, também andou perdendo bastante força nos últimos tempos. Em grande parte, isto se deve ao sucesso do Honda HR-V – que, apesar de ser um modelo mais simples, feito com base na plataforma do Honda Fit, está na mesma faixa de preço que o Civic e beneficia-se da popularidade dos SUVs.

Sendo assim, o fim do Civic Si pode ser encarado como mais um passo na mudança de direcionamento do Civic no mundo todo. Já fala-se na chegada da nova geração ao Brasil apenas como importado – os colegas do Autos Segredos até já conseguiram as imagens de registro de seus componentes no Brasil – em algum momento a partir de 2022, mas no momento parece mais provável que a Honda concentre sua atenção nos SUVs e no novo City, enquanto a nova geração do HR-V assumirá de vez o posto do Civic como carro-chefe da Honda por aqui.

 

Nova Suzuki Hayabusa é revelada

A Suzuki apresentou na última sexta-feira (5) a terceira geração da GSX-1300R Hayabusa, que já foi a moto mais veloz do planeta ainda é uma das mais icônicas. A moto ganhou um novo design, com mais linhas retas e formas agressivas, além de contornos mais marcados nos faróis, mas não abandonou a identidade visual que a Hayabusa traz há duas décadas. Há certas coisas em que não se mexe.

Da mesma forma, a Suzuki garante que o quadro da Hayabusa sofreu apenas revisões essenciais no projeto, com a preocupação maior em manter a estabilidade da motocicleta em alta velocidade e torná-la o mais confortável possível.

O motor quatro-cilindros de 1.340 cm³, por sua vez, foi retrabalhado para reduzir emissões e ficar de acordo com os padrões do Euro5, garantindo que a Hayabusa possa voltar a ser comercializada na Europa. Anteriormente, ele entregava 197 cv e 15,8 kgfm de torque; a nova geração, porém, dispõe de 190 cv e 15,3 kgfm. Apesar dos números mais baixos, a curva de força e as respostas do acelerador foram melhoradas e, com isto, a nova Hayabusa é mais rápida: vai de zero a 100 km/h em 3,2 segundos (0,2s a menos que a anterior). A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 299 km/h.

A J Toledo, importadora oficial das motos Suzuki no Brasil, já confirmou que a terceira geração será vendida por aqui e até divulgou um vídeo em seu canal do Youtube. Porém, ainda não há datas ou preços.

 

Porsche divulga teaser do novo 911 GT3

Apresentada em 2019, a atual geração do Porsche 911 em breve ganhará sua versão mais radical: o 911 GT3. O carro já foi praticamente revelado por Chris Harris, que mostrou boa parte do carro em um vídeo exclusivo para o Top Gear, mas ainda não temos fotos oficiais detalhadas e nem as especificações técnicas.

O teaser mostra a porção traseira do GT3 992 em sua versão comum, com uma avantajada asa na tampa do motor – o mais discreto GT3 Touring não terá asa nenhuma, enquanto o GT3 RS terá uma peça ainda maior e mais ousada.

O novo Porsche 911 GT3 deve ser revelado ainda neste mês.

 

Renault Duster despede-se do Ecosport em campanha na internet

O Ford Ecosport, que efetivamente criou um novo segmento no Brasil quando foi lançado em 2003, está com os dias contados: com o fim da produção nacional, é questão de tempo até que os estoques acabem, embora todas as versões ainda estejam disponíveis no site da marca.

A Renault, aproveitando a oportunidade, decidiu prestar uma pequena homenagem ao EcoSport – que teve no Renault Duster seu primeiro rival direto. Sem citar o nome do Ford, a Renault afirma em uma publicação que foi “inspirador” ter o EcoSport como concorrente.

“Ele foi o primeiro da categoria, conquistou corações e serviu como motivação para o nosso Renault Duster melhorar a cada versão. Muito obrigado por todos esses anos dividindo estradas e trilhas pelo Brasil”, diz a legenda da imagem, que mostra EcoSport e Duster lado a lado.

 

Renault 4 também deve voltar como elétrico depois do Renault 5

Depois de anunciar que o Renault 5 voltará a ser fabricado como um carro elétrico retrô, a fabricante francesa pode estar preparando também o retorno do Renault 4. Igualmente inspirado no passado, o novo Renault 4 deverá ficar abaixo do Renault 5 como uma opção menor e mais acessível.

De acordo com os britânicos da Autocar, fontes ligadas à Renault confirmaram que o plano é lançar o novo R4 em 2025, três anos depois da estreia do R5. Ainda não há detalhes técnicos sobre o carro, mas acredita-se que ele terá a mesma veia utilitária que o Renault 4 original, e que isto pode se traduzir em algo mais próximo de um crossover compacto que o Renault 5, cujo conceito sugere um hatchback mais tradicional.

 

 

 

ESTE Gol GTS 1.8
PODE SER SEU!

Clique aqui e veja como