A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Edições anteriores

FlatOut Edição 94: Jetta GLI + Golf GTI MkV, guia de compra Puma Tubarão, guia de usados de até R$85.000 e mais!

Caros leitores, muito bem vindos à mais nova edição do FlatOut Brasil! Aqui temos elencadas as matérias exclusivas para assinantes. Caso você ainda não faça parte do universo do FlatOut, clique aqui e assine agora mesmo! Caso queira conferir as edições anteriores, clique na imagem abaixo.


 

FlatOut Classics

No FlatOut Classics desta semana, conversamos com o Cauê, proprietário desta dupla GTI/GLI, para conhecer a improvável história que trouxe estes dois carros ao Brasil e os reuniu em sua garagem. Galeria de fotos detalhadas e exclusivas inclusa na matéria!

Jetta GLI MkV + Golf GTI MkV | FlatOut Classics


 

Guia de Compra

Puma GT “tubarão”, de 1968 a 1975: talvez o mais amado clássico nacional. Um carro esporte de verdade, feito aqui mesmo no Brasil, e com pedigree de competição. Se você sempre quis um, talvez a hora seja agora! Para ajudar, esta semana ele é destrinchado no Guia de Compra Flatout!

Puma GT “Tubarão” 1968-1975: tudo o que você precisa saber antes de comprar


 

Guia de Usados

Nesta edição do Guia FlatOut de Usados, o Leo Contesini explica porque o escolheu como uma opção divertida para o dia-a-dia e apresenta outras quatro opções para todos os tipos de gosto.

Cinco carros para o dia-a-dia por entre R$ 75.000 e R$ 85.000 | Guia FlatOut de Usados


 

História

“Parecia até estranho que as tradicionais e sérias marcas alemãs pudessem colocar carros como eles no mercado: para-lamas alargados, asas, guelras, spoilers e outros apêndices que seriam considerados, momentos antes, cafonas e espalhafatosos demais para um tradicional fabricante germânico. Como se um sério professor universitário de filosofia arrancasse seu terno e pulasse sem camisa dentro de um octágono de MMA. Algo bizarro até, visto dos olhos dos anos 1980.”

Guerra: Mercedes-Benz 190E 2.3-16 vs BMW M3 E30


 

 

A Lotus anunciou, há alguns dias, o fim do Elise e de seus modelos derivados – Exige e Evora – ainda neste ano. O momento, então, é apropriado para relembrar o Elise e entender como ele foi importante para a Lotus e para os esportivos em geral. Afinal, foi ele que salvou a Lotus de um fim melancólico, e sua memória precisa ser exaltada.

A história do Elise, o carro que salvou a Lotus


 

Nos anos 1950, as fabricantes americanas começaram a vender carros importados para… combater outros carros importados. E se esforçavam para fazê-los parecer tão atraentes ao público quanto os projetos nacionais. E esta prática continuou até os anos 1990. Foram os “captive imports” – que existem até hoje, mas de um jeito um pouco diferente.

Quando os americanos venderam carros importados como se fossem nacionais


 

Zora Arkus-Duntov era um engenheiro obcecado em carros teoricamente perfeitos; Bill Mitchell o poderoso Czar do estilo da GM, interessado apenas em fazer algo belo. Um conflito inevitável.

Zora Arkus-Duntov vs Bill Mitchell: a batalha do Corvette Stingray


 

Automobilismo

O número 1 é o carro do campeão, certo? Nem sempre. No passado não foi assim, hoje não é assim. Nesta matéria o Leo Contesini conta a história dos sistemas de numeração dos carros de Fórmula 1 e por que eles foram usados como foram usados.

A numerologia da F1: como os números dos carros foram escolhidos ao longo dos anos?


 

O traçado antigo de Interlagos. Um campeão mundial do Brasil. Uma equipe Brasileira. Um GP no Brasil. Enquanto não temos nada disso de volta, que tal viajar com a gente até 1979 para relembrar um pouco da Fórmula 1 daquela época?

Uma tarde em Interlagos no verão de 1979


 

Técnica

Coisas congeladas normalmente quebram com mais facilidade, então como mergulhar uma peça de carro no nitrogênio pode torná-la mais resistente?

Como “congelar” uma peça de motor pode torná-la mais resistente? Criogenia


 

Pensata

Cansado da mania moderna de nomes de empresa pequenos que não significam nada, o MAO discute a real importância, e as diversas maneiras de se nomear um fabricante de automóveis. Com participação especial da Padaria Nossa Senhora de Lourdes!

A importância (e os incidentes!) por trás dos nomes dos fabricantes


 

Matérias relacionadas

FlatOut Edição 48: as alternativas ao novo Tracker, a revolução da pandemia, o Corona dos anos 1990 e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 34: os 20 anos de Gran Turismo 2, a origem dos Aston Martin de James Bond, a história do Grupo C e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 84: um Kadett GS há 27 anos na família, Guia de Compra do Sandero RS, Gol Turbo 1.9 e mais!

Leonardo Contesini